REDE SOCIAL. Confira as estratégias utilizadas pelos vereadores líderes em engajamento no Facebook

REDE SOCIAL. Confira as estratégias utilizadas pelos vereadores líderes em engajamento no Facebook

REDE SOCIAL. Confira as estratégias utilizadas pelos vereadores líderes em engajamento no Facebook - Valdir-Oliveira

Vereador Valdir Oliveira tem, hoje, uma das fanpages mais influentes entre os vereadores de Santa Maria. Foto Taísa Medeiros

Por Maiquel Rosauro

Desde que Donald Trump conquistou a presidência dos Estados Unidos, em 2016, as redes sociais ganharam uma enorme influência na política. Ano passado, as campanhas usaram plataformas como Facebook, Twitter e Instagram como ferramenta estratégica para chamar a atenção dos eleitores. Isso sem falar no WhatsApp, mensageiro instantâneo no qual é impossível analisar o fluxo de informações (sejam fakes ou verdadeiras).

Ano passado, o Brasil viu o fenômeno Jair Bolsonaro (PSL) não apenas conquistar a presidência da República, mas eleger centenas de políticos que se aliaram a sua imagem. Nas redes sociais, o candidato do PSL foi o líder disparado em engajamento, deixando no vácuo todos os outros concorrentes ao Palácio do Planalto.

No Rio Grande do Sul, também ocorreram casos semelhantes. Em 10 de setembro, o site divulgou um levantamento exclusivo que trazia Giuseppe Riesgo (NOVO) e Valdeci Oliveira (PT) como líderes em interação no Facebook. Em 4 de outubro, um segundo estudo colocava Valdeci na primeira posição e Riesgo na terceira. Três dias depois, ambos foram eleitos à Assembleia Legislativa.

Como as redes sociais são um fenômeno recente, ainda não está claro qual o papel que elas desempenham em um pleito eleitoral. Mas, por via das dúvidas, manter-se em evidência é sempre positivo para os políticos.

Em Santa Maria, hoje, há vereadores fazendo um bom trabalho de divulgação no Facebook, a maior rede social do mundo (dados de julho do ano passado indicavam 2,2 bilhões de usuários, sendo que 1,45 bilhões faziam o uso diário. No Brasil, são cerca de 127 milhões de usuários), enquanto que outros sequer possuem uma fanpage para chamar de sua. É o caso de Vanderlei Araujo (PP), André Domingues – Deco (PSDB) e Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB), que contentam-se com perfis pessoais.

Por outro lado, todos os demais parlamentares que hoje estão em exercício possuem fanpages. Com base na ferramenta CrowdTangle, o site analisou as interações dos vereadores santa-marienses durante todo o ano passado e depois buscou descobrir as estratégias de comunicação utilizadas pelos jornalistas que estão por trás do trabalho desenvolvido no Facebook.

 

O líder

O vereador Valdir Oliveira (PT) foi o líder em engajamento na rede de Mark Zuckerberg, entre os vereadores, em 2018. No total, seus posts provocaram 35.895 interações entre curtidas, comentários e compartilhamentos. O petista também é o parlamentar com mais curtidas em sua fanpage: 7.490 (número registrado em 31 de dezembro).

A responsável pela página de Valdir, hoje, é a jornalista Claudine Friederich (até meados de novembro, o vereador era assessorado pela jornalista Jaiana Garcia), enquanto que o petista toma conta apenas de seu perfil pessoal.

“Geralmente, ele produz para o perfil um conteúdo menos político, mais voltado à vida pessoal e ao trabalho de radialista, mas ele também usa no perfil dele o conteúdo que eu produzo para a página. A ideia é que a página seja focada no mandato. A atuação do vereador (reuniões, comissões, visitas, projetos, etc) deve sempre receber divulgação na página”, comenta Claudine.

O conteúdo e o formato das publicações são decididos pela jornalista, mas tanto o vereador quanto os colegas de gabinete também colaboram com sugestões. Segundo Claudine, facilita o fato de Valdir ser radialista e valorizar a comunicação.

Além disso, a assessora delega uma atenção especial para a principal função da rede social: a interação com os usuários. Todos os comentários, sobretudo, quando há dúvidas ou solicitações são respondidos via Messenger.

“Tem a questão da periodicidade também. Cuidamos para que a página não fique muitos dias sem conteúdo. Pela atuação política do Valdir, como líder da oposição, procuramos fazer publicações bem chamativas, opinativas e críticas”, afirma a jornalista.

 

O fenômeno

Houve quase um empate na corrida por engajamentos dos vereadores, no Facebook, em 2018. Francisco Harrisson (MDB) alcançou a incrível marca de 35.422 interações, apenas 473 a menos que Valdir. Praticamente um empate.

O que chama atenção é que o emedebista fechou 2018 com 3.105 fans, menos da metade que os 7,4 mil de Valdir. Isso significa que com um público bem menor, ele conseguiu um resultado fenomenal. Entre os primeiros colocados na pesquisa do site, Harrisson é o único que foi candidato em outubro.

Segundo a jornalista Maria Luiza Guerra, assessora do edil, o segredo do sucesso da fanpage do parlamentar é a transparência.

“Hoje os agentes políticos têm um grande desgaste. Mostramos os passos do vereador para que as pessoas estejam inteiradas do trabalho e dos temas que o Harrisson está envolvido, pois se trabalha muito na Câmara, temos reuniões extras frequentemente”, relata Maria Luiza.

Também é preciso ressaltar que Harrisson faz parte da base do governo Jorge Pozzobom (PSDB), o que significa que seus posts, de um modo geral, são mais lights em relação à Prefeitura. Ou seja, não é preciso estar sempre criticando para se tornar popular na rede social.

 

Guerra completa o pódio

O líder de interações no Facebook, em 2017, caiu duas posições em 2018. Ano passado, Luciano Guerra (PT) ‘perdeu’ o seu assessor, o jornalista Fabricio Vargas, que assumiu a diretoria de Comunicação do Legislativo. Como resultado, acabou perdendo a dianteira para Valdir e Harrisson, registrando um total de 31.070 interações.

Este ano, com a derrota do Grupo dos 11 na eleição da Mesa Diretora, Vargas voltou a atuar no gabinete de Guerra e retomou o trabalho de comunicação do edil.

“As redes sociais são a melhor forma de interação com a comunidade. Temos um cuidado de responder a todas as manifestações e buscamos sempre ampliar a divulgação das nossas ações. É a maneira mais econômica e rápida de atingir a população e divulgar as ações do vereador”, analisa o jornalista.

Vargas também destaca que toda a equipe do gabinete conversa sobre as postagens e o impacto que cada publicação terá. Em seguida, a mensagem é adequada a linguagem das redes.

O jornalista também revela que está sempre de olho nas ações do governo e nas bandeiras defendidas pelo mandato.

“Evidente, fazemos oposição e temos o dever de contestar certas ações do governo, mas também contribuímos com a fiscalização efetiva dessas ações. É o trabalho do vereador, fiscalizar. Cobramos as promessas de campanha, como forma de intensificar a fiscalização”, afirma Vargas.

 

Na lanterna, por enquanto

Na última posição na corrida de interações em 2018 está a vereadora Celita da Silva (PT). Durante longos período do ano passado (como, por exemplo, entre 26 de março e 17 de agosto), sequer uma publicação foi feita na fanpage. Porém, hoje, quem acessa a página da petista encontra publicações diárias.

Quem explica esta mudança de estratégia é a jornalista Marcia Marinho, assessora de Celita. Ano passado, a profissional realizou um estudo de público e de acesso à internet das pessoas que a petista visitava.

“Percebemos que a maioria das pessoas acompanha ainda perfis e não fanpages. E boa parte do público do perfil acessa a página. Então, optamos por manter uma qualidade nos perfis (Celita possui três), criar uma identidade visual com as postagens e, a partir de então, começar a chamar a atenção para a fanpage”, justifica Marcia.

Este ano, o foco da jornalista é reativar e remodelar a página. Além disso, outras duas redes sociais terão uma atenção especial.

“Percebemos o Twitter e o Instagram como duas ferramentas muito mais voltadas ao público jovem, que é um público que admira e acompanha o trabalho da Celita justamente por ela ser professora. São duas redes mais rápidas e interativas”, ressalta Marcia.

No total, em 2018, Celita registrou apenas 387 interações em sua fanpage.

 

Curiosidades

A pesquisa feita pelo site também apontou alguns fatos interessantes sobre o comportamento dos vereadores. Confira:

Quem mais postou
A vereadora Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) ficou longe da liderança em interações (foi apenas a 9ª entre 18 fanpages analisadas), porém foi a que mais postou. Em média, em 2018, ela fez 2,98 postagens por dia.

Na última posição neste quesito ficou o ex-presidente da Câmara, Alexandre Vargas (PRB), com uma média de 0,05 postagens por dia.

Menos curtidas
Quem possui mais curtidas na fanpage você já sabe, é o vereador Valdir Oliveira. Já quem tem menos é Jorge Trindade – Jorjão (REDE), que fechou o ano com apenas 364 fans.

O rei dos vídeos
O líder em visualização de vídeos, em 2018, foi Valdir Oliveira. No total, suas publicações foram assistidas 227.726 vezes.

Adelar Vargas – Bolinha (MDB) ficou na última posição neste quesito, com apenas 170 visualizações.

Sem jornalista
Chama atenção no ranking de interações o vereador Daniel Diniz (PT). Ele ficou na quinta posição é o único entre os oito primeiros que não conta com um profissional de comunicação em seu gabinete.

É possível que a maior facilidade em engajamento no Facebook tenha relação com a idade de Diniz. O vereador é o mais jovem entre todos os parlamentares da Casa e é o único que ainda não chegou na faixa dos 40 anos (Diniz tem 38). Uma pesquisa divulgada no final de 2017, apenas com adultos, indicou que, quanto mais alta a faixa etária, menor é a penetração na rede.

 

Confira os dados da pesquisa realizada pelo site:

REDE SOCIAL. Confira as estratégias utilizadas pelos vereadores líderes em engajamento no Facebook - Vereadores-SM-engajamento-Facebook



1 comentário

  1. O Brando

    Militantes enrustidos depois de promoverem Pimenta agora promovem o irmão do tranca rua.
    Que tal uma matéria sobre o elefante branco ao lado do Casarão da Vale Machado? Como os edis usam as redes sociais é problema só deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *