FEICOOP. Seminário tem a participação de membros das 28 redes locais de Economia Solidária e Feminista

FEICOOP. Seminário tem a participação de membros das 28 redes locais de Economia Solidária e Feminista

FEICOOP. Seminário tem a participação de membros das 28 redes locais de Economia Solidária e Feminista - maiquel-feicoop-rede

Discussões aconteceram durante toda esta quinta, no Centro Mariano e segue amanhã. Foi o primeiro evento oficial da 26ª Feicoop

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do Evento

O Seminário Nacional de Comercialização da Rede de Economia Solidária e Feminina teve início na manhã desta quinta-feira (11), no Centro Mariano, em Santa Maria-RS. Dezenas de empreendedoras de todo o país participam do encontro. Este é o primeiro evento oficial da 26ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop), que iniciou na manhã desta quinta e segue até domingo (14).

Hoje, a Rede de Economia Solidária e Feminista (RESF) é formada por 28 redes locais, articuladas em mais de 250 empreendimentos que envolvem 2.318 mulheres e 507 homens. No total, são dez bases em 11 estados, nas cinco regiões do país. A RESF é fruto da tecelagem coletiva, que iniciou no Projeto Brasil Local, em 2010, em parceria com a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Guayí e a Secretaria Nacional de Economia Solidária, do Ministério do Trabalho (Senaes/MT).

“A rede nacional começou aqui em Santa Maria, em 2012, quando tomamos a decisão de buscar feiras e formas de comercialização em rede”, comenta a coordenadora da Guayí, Helena Bonumá.
O objetivo do seminário é debater o planejamento e estratégias de comercialização com representantes de cada uma das 28 redes. O foco está em buscar formas de fortalecer, sobretudo, o papel das mulheres nos empreendimentos.

“As mulheres realizam um trabalho anônimo na produção, muitas vezes, no campo e com dupla jornada. Até pouco tempo, era considerado apenas um trabalho doméstico e não era mensurado. Nosso projeto vem para trabalhar estes empreendimentos a fim de empoderá-las”, explica Marcia Maria Nascimento de Almeida, integrante da RESF e sócia da Cooperativa GiraSol, de Porto Alegre.

Junto ao seminário, ocorre uma pequena feira com exposição de produtos. Entre as artesãs está Tatiana Gomes Fabrício, de Teresópolis-RJ, que pela primeira vez participa da Feicoop. Ela é integrante do grupo Costurando o Amanhã, que surgiu em 2011.

“Somos 12 mulheres que trabalham com jeans reciclado, transformando as peças em bolsas bordadas à mão, chaveiros, nécessaires, pulseiras, estojos e muito mais”, relata Tatiana.

O Seminário seguiu durante a tarde, no Centro Mariano, e continua também na manhã de sexta (12). Para mais informações sobre a REFS, visite o site http://www.ecosolfeminista.com.br/.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *