JornalismoMídiaTrabalho

MÍDIA. Grupo RBS demite outro veterano. Agora foi Cláudio Brito, que era ligado à empresa há meio século

Do portal especializado Coletiva.Net (com foto de Reprodução/Arquivo Pessoal)

Cláudio Brito (foto ao lado), após mais de 50 anos de ligação com o Grupo RBS – sendo que, apenas em seu último contrato, o vínculo foi de duas décadas – não faz mais parte do time de colaboradores da empresa. Em breve conversa com Coletiva.net, o jornalista e advogado resumiu: “Não estou mais na RBS”.

Procurado pelo portal, o grupo de mídia emitiu a seguinte nota: “Após duas décadas do vínculo mais recente com a empresa, Cláudio Brito deixa o Grupo RBS no mês de agosto. A RBS reconhece a contribuição de Cláudio Brito para o jornalismo e para a sociedade gaúcha. A empresa agradece por seu trabalho e profissionalismo ao longo de toda a sua trajetória”.

A sua primeira atuação na empresa aconteceu na década de 1960, quando fazia a radioescuta dos jogos de futebol e repassava aos apresentadores. Atualmente, Brito apresentava, na rádio Gaúcha, o programa ‘Bom Dia, Segunda-Feira!’, na madrugada de domingo. O profissional também era o apresentador oficial do ‘Gaúcha no Carnaval’ e comandava as transmissões da festa popular de Porto Alegre, Uruguaiana, Cruz Alta, São Paulo e Rio de Janeiro. Na RBS TV, era comentarista de assuntos jurídicos. Na extinta TVCom, era o responsável pelo ‘Conversas Cruzadas’.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Penso que A RBS despediu Claudio Brito por diferentes motivos . Talvez salário e encargos trabalhistas tenham contado. Porém Claudio Brito era um dos poucos jornalistas da casa que possui clareza no que se publica ou divulga na Rio Gaúcha e o faz com alagamentos fortes, inteligentes, não mostrava aquela triste tendencia entre os mais novos em pegar leve em suas opiniões políticas, jurídicas, sobre cultura popular e de seu comportamento independente enquanto jornalista.

    Quando se mantém Rafael Coling no lugar de Fernando Zanuzo, par comandar um programa de três horas que trata de só de futebol (do Grêmio), e Marcelo Drago que tenta ser mais opinativo, mas que imagina que só um público de baixa escolaridade entre três e cinco da manhã, toda uma parcela de audiência é obriga a consumir futebol e mais futebol.

    Estamos piorando RBS, embora os afagos que o IBOPE mantém vivos a inteligência e a urgência da notícia consequente.
    Sinto Muito
    Sei o ex que meu comentário não será postado, pq vcs a liberdade de expressão…. nos países europeus.

    Lenine de Carvalho

  2. Outro detalhe, alguém poderia não concordar com a opinião de Brito, porém credibilidade (do meu ponto de vista) é algo que não lhe falta. Algo raro na imprensa hoje em dia.

  3. RDCTV (online e canal 524 na NET) ressuscitou o programa, apresentador é outro (óbvio) e o nome é Cruzando as Conversas.
    Brito estava de férias se não me engano, não se sabe como anda a saúde do sujeito, se estiver bem e disposto talvez ainda consiga espaço. Espaço que o carnaval tinha na emissora deve diminuir bastante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo