COMPORTAMENTO. Para além das telas do telefone celular ou do computador, utilização das redes sociais

COMPORTAMENTO. Para além das telas do telefone celular ou do computador, utilização das redes sociais

Por LEONARDO MACHADO MARTINS (com foto de arquivo pessoal), Especial para o Site (*)

COMPORTAMENTO. Para além das telas do telefone celular ou do computador, utilização das redes sociais - leonardo-pauta-3.-francis

Imerso nas redes, o futuro jornalista Francis está sempre ligado nas noticias

Não se pode negar que as redes sociais fazem parte do cotidiano, seja para pessoas mais velhas como as mais novas, obtêm-se tudo na ponta dos dedos, ou melhor, dos celulares.

As redes possuem enorme influência no dia a dia, tanto para quem as usa para passar o tempo, quanto como meio profissional, conectando-se à pessoas de uma maneira rápida e eficiente, tornando a conversação e interação muito mais frequente.

O Instagram pode ser citado como uma das principais redes sociais. O aplicativo serve para a postagem de fotos, e é onde as celebridades acabam mostrando a sua rotina, onde empresas desenvolvem e divulgam as suas marcas e um lugar propicio para a socialização de pessoa para pessoa.

O lado pessoal das redes transmite aproximação entre novas amizades, já que a interação através delas é muito fácil. Fazer novos amigos tornou-se mais real com a criação do Facebook, Instagram e Twitter, cada uma com um estilo diferente.

Segundo o professor de jornalismo da UFN, Mauricio Dias, as redes sociais têm o seu lado negativo e o positivo. “O lado positivo é conectar pessoas, poder dialogar, falar sobre um produto, transmitir a sua opinião. Já o lado negativo é cada vez maior, com a disseminação do discurso de ódio e tudo que tá relacionado a ele e a própria disseminação de notícias falsas”.

O Instagram é focado em imagens, e conta com os famosos stories, em que podem ser postados fotos e vídeos de maneira instantânea, podendo aplicar enquetes, gifs e até mesmo caixas interativa de pergunta.

O Facebook também conta com os mesmos benefícios do Instagram, porém, tem uma mecânica mais complicada. A ferramenta é mais usada para o compartilhamento de notícias e interações por chat.

Já o Twitter conta com o recurso de mensagens instantâneas, funcionando de uma maneira simples e pratica, tornando a interação com os seus seguidores muito mais aberta.

O mundo não vive sem as redes sociais. “Sempre fui muito dependente doas aplicativos como Instagram, Facebook e Twitter, mexo todos os dias, tanto para manter contato social, quanto para trabalhos da faculdade”, ponderou Francis Barrozo, acadêmico de jornalismo da UFN.

Estar imerso nas redes sociais tornou-se um habito considerado comum, e vem tomando grandes proporções, tanto em âmbitos profissionais e pessoais, deixando de lado os encontros pessoais para torná-los digitais.

(*) Leonardo Machado Martins é acadêmico de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *