Eleições 2020PartidosPolítica

É CERTO. João Ricardo Vargas deixará o PSDB em março. Só não diz (e talvez não saiba) para onde irá

O próximo verão será o último de João Ricardo Vargas no PSDB. Descontente com Eduardo Leite, não sabe (ou não diz) para onde vai

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Mateus Azevedo/AICV), da Equipe do Site

O vereador João Ricardo Vargas (PSDB) vive seus últimos meses no ninho tucano. Em março de 2020, quando se abre a janela para trocar de partido sem perda de mandato para os edis, ele deixará o PSDB.

“A decisão está tomada, vamos sair. Me sinto desconfortável no PSDB”, afirma o vereador.

A troca de legenda deve-se, sobretudo, a forma como o governador Eduardo Leite (PSDB) trata o funcionalismo. Durante a campanha eleitoral, o tucano havia prometido colocar o pagamento dos servidores do Executivo em dia no primeiro ano de gestão. Todavia, a promessa não foi cumprida.

Vargas, que é coronel da Reserva da Brigada Militar, participou na última quinta (5) do ato promovido pelos servidores públicos, em Porto Alegre, contra o pacote de Leite que altera os planos de carreira. Na ocasião, ele divulgou um vídeo com críticas ao governador.

 

O vereador não informou em qual partido pretende se filiar em 2020.

Vargas está em seu segundo mandato consecutivo na Câmara. Em 2012, conquistou uma cadeira no Parlamento com 1.773 votos. Quatro anos depois, foi reeleito com 2.488 votos. Em 2018, assumiu a titularidade da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, retornado ao Legislativo em abril deste ano.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo