PrefeituraReligiãoSaúde

CORONAVÍRUS. Pastores faceiros. Pressão deu certo. Templos poderão abrir. Edil obreiro agradece em ‘live’

Novo decreto da Prefeitura é mais flexível às igrejas, permitindo que templos permaneçam abertos para visitação, mas sem aglomerações

Por MAIQUEL ROSAURO (com imagem de Reprodução), da Equipe do Site

A pressão dos pastores evangélicos contra o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) surtiu efeito. O novo decreto do Executivo permite a abertura das igrejas e templos em Santa Maria, desde que impeçam a aglomeração de pessoas. Na tarde de quinta-feira (19), dezenas de lideranças evangélicas reuniram-se com Pozzobom ao ar-livre e reivindicaram a edição do documento (AQUI).

O Decreto Executivo 54/2020 (AQUI), publicado na quarta (18), suspendia “as atividades de missas, cultos e reuniões de qualquer natureza que impliquem em aglomeração de pessoas, sem prejuízo das medidas necessárias à higienização dos espaços comuns”. Ou seja, na prática, proibia a abertura dos templos.

Já o Decreto Executivo 55/2020 (AQUI), publicado ainda na noite de quinta e válido por 15 dias, mantém a suspensão a missas, cultos e reuniões de qualquer natureza. Porém, foi acrescentado um novo inciso que diz: “as Igrejas e Templos de qualquer culto poderão permanecer abertas à visitação, desde que impeçam aglomerações e se responsabilizem pela higienização das áreas comuns”.

Na manhã de sexta (20), o vereador e obreiro da Igreja Universal, Alexandre Vargas (Republicanos), fez uma live no Facebook para informar a nova determinação. Ele destacou a importância do trabalho realizado nos templos.

“As igrejas evangélicas, as igrejas cristãs, são um pronto socorro espiritual como se fosse o PA do Patronato que cuida da questão física. Nós cuidamos da questão espiritual, muitas pessoas com depressão e tal. Não poderá ter mais culto, mas muitas pessoas poderão adentrar na igreja para receber um atendimento e uma conversa. Muitas vezes, o pastor, o obreiro, o padre é um psicólogo que está ali atendendo a pessoa”, explica Vargas.

O vereador, entretanto, ressaltou que pessoas idosas, grupo de risco do vírus covid-19, devem ficar em casa. Confira na íntegra:

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Falta de informações não é problema na aldeia. Prefeitura emitiu comunicado dia 16 com três casos suspeitos. Dia 19 os casos suspeitos pularam para 18. E dia 20 para 49. Há boatos que relatam casos confirmados internados no Caridade, número depende da fonte vão de 8 a uma dúzia.
    Quanto a noticia sobre os templos pode-se dizer que é uma falsa polemica possivelmente com fins eleitorais. Medida proibindo aglomerações segue o que foi feito em SP por exemplo. Mandar fechar os templos pura e simplesmente seria constitucionalmente discutível, uma hora apareceria uma liminar. Alás, o truquezinho foi focar no local e omitir as liminares de outros lugares, Edir Macedo e Silas Malafaia.
    Eleição esta aberta, Cladistone pode até não se reeleger, mas duvido que este tópico seja motivo. Alás, militantes enrustidos posando de ‘isentões’ é muito engraçado!

  2. Claudemir…Vossa confiança se abala com publicações que não correspondem a verdade como esta.
    O Prefeito Municipal editou, assinou é publicou o Decreto 55 que no seu Art 1° PROIBE a realização de missas cultos e outras aglomeracoes.
    É vergonhoso que num momento de grave crise como este, em que nos dá Administração Municipal estamos tomando medidas enérgicas que comprometem todos os setores, momento em que estamos quase 24 por dia trabalhando para proteger as pessoas, tenhamos publicações mentirosos, falsas, tendenciosas e desnecessárias como esta. Momento em que estamos conjugando forças com todos para proteger nossa gente, e conatruir estratégias de enfrentamento com todos os setores, temos que perder tempo com este tipo de publicação que só tem um fim, plantar a intranquilidade é semear i terror….Isso é vergonhoso…
    Adiciono abaixo o endereço da publicação do Decreto Municipal, único documento legal que declina a verdade real sobre os fatos..

    http://www.santamaria.rs.gov.br/coronavirus/

  3. Com esta afrouxada o Pozzobon perdeu a eleição.
    Oposição precisa lembrar este ato irresponsável.
    Não pode circular na rua mas pode frequentar igreja/templo.
    Incoerência Made in Pozxobom

  4. Que esses inconsequentes e irresponsáveis mostrem a cara e assumam sua culpa na hora que o vírus pegar. Ao melhor estilo da politica santamariense, estão na contramão do bom senso. Vergonha mundial. Ah, sim, higienizem a sacolinha ou recebam as “contribuições” em cartão de crédito/débito. A lamentar também a fraqueza do prefeito ao negociar o inegociável. Enfim, em ano eleitoral tudo pode.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo