EconomiaEducaçãoSaúdeUFSM

ARTIGO. Daniel Coronel e Nelson Machado Pinto e a relevância do Observatório Socioeconômico da Covid

Observatório Socioeconômico da Covid-19 e os impactos econômicos e sociais

Por DANIEL ARRUDA CORONEL e NELSON GUILHERME MACHADO PINTO (*)

No final do mês de abril, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS) aprovou, através do Edital emergencial ciência e tecnologia no combate à COVID-19, o projeto de pesquisa “Observatório socioeconômico da COVID-19: uma análise do impacto da pandemia em questões econômicas e sociais por meio de uma perspectiva estadual, regional e nacional”.

Este projeto visa identificar os impactos socioeconômicos causados pela pandemia de COVID-19 dentro da realidade do Rio Grande do Sul, das macrorregiões brasileiras e na economia brasileira como um todo e quais são os possíveis cenários a serem estimados para a recuperação das economias e realidades sociais de cada localidade. Especificamente, pretende-se criar um observatório de padronização dos impactos nas realidades estadual, regional e nacional; identificar as diferenças dos impactos nas diferentes localidades, realizando sua divulgação por meio do observatório; elaborar planos de ações de cunho econômico e social visando subsidiar políticas públicas para combater os impactos negativos no âmbito estadual, regional e nacional, realizando sua divulgação por meio do observatório socioeconômico; reunir estudos e discussões no observatório sobre os impactos socioeconômicos da pandemia de COVID-19, tendo em vista a dinâmica de atualização que a expansão da doença e o decorrer do tempo exigem.

A partir deste observatório, será possível ter informações, dados estatísticos e estudos no âmbito econômico e social, os quais poderão servir de subsídios a políticas públicas visando diminuir os efeitos deletérios desta pandemia nos setores produtivos.

Neste sentido, o projeto conta com pesquisadores, além da UFSM, da UNIPAMPA, UFV, IMED, sendo que, na segunda fase do projeto, estão previstas parcerias com a UNIOESTE e a URCA,  através de uma equipe composta por pesquisadores com experiência e reconhecimento nacional e internacional, os quais estarão diuturnamente buscando propor ações para a recuperação econômica das realidades locais, regionais e nacionais.

Enfim, trata-se de uma importante contribuição da universidade pública gratuita e de qualidade para o desenvolvimento econômico e social, com ações que visem melhorar o bem-estar da população, além das ações que essas instituições promovem diariamente através da educação como práxis libertadora do egoísmo, do clientelismo, do populismo, do patrimonialismo, da ignorância, que não se apequena frente a questões menores, tais como as críticas infundadas, irresponsáveis que seguidamente recebe, fruto de uma mentalidade que não admite que esta instituição seja o braço forte do Estado em defesa da soberania nacional e do desenvolvimento econômico e social.

(*) Daniel Arruda Coronel é Professor Associado do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). E-mail: daniel.coronel@uol.com.br.

Nelson Guilherme Machado Pinto é Professor Adjunto e Chefe do Departamento de Administração do Campus de Palmeira das Missões da UFSM. E-mail: nelguimachado@hotmail.com

Observação do editor: a imagem que ilustra este artigo é uma reprodução da internet.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Na esquerda são “bons” por auto-declaração, KuaKuaKa!” ‘equipe composta por pesquisadores com experiência e reconhecimento nacional e internacional” KuaKuaKua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo