PrefeituraSaúde

SAÚDE. Prefeitura pede e a Receita Federal doa mais 27 aparelhos de ar-condicionado ao Hospital Regional

Por MAURÍCIO ARAUJO (texto) e JOÃO ALVES (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Os esforços de instituições de Santa Maria para o pleno funcionamento do Hospital Regional têm tido excelentes resultados. Nesta segunda-feira (25), a Receita Federal do Brasil doou mais 27 aparelhos de ar-condicionado ao complexo hospitalar. A doação foi feita a pedido da Prefeitura Municipal, que tem trabalhado juntamente com o Governo do Estado para estabelecer melhorias ao hospital.

“A união das instituições em Santa Maria tem sido fundamental para o pleno funcionamento do Regional. Com apoio, parceria e cooperação, estamos dando passos importantes para garantir que a população da Região Central seja atendida com dignidade, respeito e qualidade”, destacou o prefeito Jorge Pozzobom.

Conforme o secretário de Município de Saúde, Guilherme Ribas, os novos aparelhos serão utilizados para a estruturação de outras áreas do hospital. No mês de abril, a Receita Federal já havia doado 53 aparelhos de ar-condicionado, que foram fundamentais para a abertura dos primeiros 30 leitos clínicos e 10 de UTI na instituição. O esforço coletivo é para garantir o funcionamento de leitos de retaguarda para tratamentos de pacientes com coronavírus.

“O Município fez, novamente, a solicitação e foi prontamente atendido pela Receita Federal, que tem contribuído muito com várias doações ao Hospital Regional”, destacou o secretário de Saúde.

Ao todo, a Receita Federal terá doado 80 aparelhos de ar-condicionado à instituição de saúde, além de medidores de pressão, axímetros de dedo, cobertores, monitores de TV, jarras elétricas, garrafas térmicas e projetores, entre outros equipamentos que foram destinados ao Hospital Regional.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo