ECONOMIA SOLIDÁRIA. Feiras confirmadas, mas a data muda, por conta da mudança no pleito municipal

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Feiras confirmadas, mas a data muda, por conta da mudança no pleito municipal

Por MAIQUEL ROSAURO (com imagem de Reprodução), da Assessoria de Imprensa dos eventos

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Feiras confirmadas, mas a data muda, por conta da mudança no pleito municipal - c6b17dd3-maiquel-economia-solidáriaA 27ª edição da Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 16ª Feira Latino Americana de Economia Solidária possuem nova data. Os eventos estão confirmados para ocorrer entre os dias 10 e 13 de dezembro de 2020, no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria-RS.

O evento seria realizado neste mês, mas foi adiado para novembro em razão da pandemia de covid-19. Contudo, a transferência do primeiro turno das eleições municipais acabou coincidindo com a nova data estipulada pela direção da Feira.

A coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, irmã Lourdes Dill, projeta que a Feicoop, em dezembro, poderá ser o único evento de Economia Solidária a ser realizado este ano.

“Solicitamos que todos os que desejarem participar ou realizar alguma atividade formativa, façam suas inscrições no mais tardar até 15 de outubro de 2020. Se for antes é melhor, para organizarmos os eventos com muito compromisso, responsabilidade e acolhimento. Esta será uma agenda importante para a Economia Solidária, talvez a única de maior envergadura de 2020”, analisa irmã Lourdes.

As inscrições para a Feira devem ser feitas neste link: https://www.esperancacooesperanca.org/.

A Feira

A Feicoop é uma grande escola de organização, formação de convivência, do voluntariado e dos Movimentos Sociais e Economia Solidária. São 27 anos de construção coletiva e interativa. É um braço do Fórum Social Mundial, que constrói um “Outro Mundo Possível” e uma “Outra Economia que já Acontece!”.

Durante a Feicoop ocorrem práticas do comércio justo e consumo ético e solidário, trocas solidárias com moeda social e atividades de formação e interação com debates sobre organização social, educação alimentar, sustentabilidade, reforma agrária, cooperativismo, agroecologia, entre outros.

Anualmente, cerca de mil expositores comercializam na Feira em torno de 10 mil produtos, entre agroindústria familiar, artesanato, alimentação, hortifrutigranjeiros, plantas ornamentais, serviços e produtos de povos indígenas.

A Feicoop é organizada pelo Projeto Esperança/Cooesperança e Banco da Esperança, braços da Arquidiocese de Santa Maria; Cáritas Brasileira e Cáritas Regional Rio Grande do Sul; Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); e Prefeitura Municipal de Santa Maria; com apoio de diversas entidades e instituições.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *