JORNALISMO. Demissões na Band e na RBS. Nesta, iniciativa foi da profissional. No caso, Carolina Bahia

JORNALISMO. Demissões na Band e na RBS. Nesta, iniciativa foi da profissional. No caso, Carolina Bahia

JORNALISMO. Demissões na Band e na RBS. Nesta, iniciativa foi da profissional. No caso, Carolina Bahia - 67602752-coletiva-bahia

Jornalista Carolina Bahia sai da RBS após 23 anos. A iniciativa foi dela e a justificativa é que vai empreender. Não se sabem mais detalhes

O mercado de trabalho dos jornalistas gaúchos tem duas novas informações que impactaram o setor nesta segunda-feira. Numa delas, num movimento que tem sido habitual nos últimos meses, o desligamento de pelo menos 12 profissionais na Band. Noutro, e até certo ponto diferente e inusitado, a saída da RBS de uma de suas mais reconhecidas vozes e texto. No caso, Carolina Bahia. Que sai por vontade própria e leva a algumas mudanças internas no grupo.

Para saber mais sobre uma e outra informações, confira os dois textos publicados originalmente no portal especializado Coletiva.Net. A foto é de Divulgação/RBS. Acompanhe:

Profissionais são desligados do Jornalismo e de outros setores na Band RS

A Band RS demitiu ao menos 12 profissionais nesta semana, conforme apurado por Coletiva.net, até o momento. Entre eles, está o jornalista Marcelo Salzano, que atuava havia 6 anos e meio na emissora. O profissional, que fazia reportagens para a rádio e a TV, além de apresentar o programa ‘Bandeirantes Futebol Clube’, afirmou que a justificativa foi a crise. “O Meneghetti [diretor da Band RS] alegou questões financeiras. Mas deixou as portas abertas para eu voltar no futuro”, contou Salzano ao portal e completou: “Estou bem tranquilo e saio com a certeza de dever cumprido”.

O produtor Antonio Carlos De Marchi, após quase três anos na emissora, foi outro dos colaboradores a terem seu contrato encerrado. De Marchi teve passagem pela direção dos programas de entretenimento, que, conforme ele, estão sendo terceirizados desde o início do ano, motivo pelo qual estava, atualmente, realocado na produção de rede. “Por parte da empresa, já era esperado [o desligamento], pois, há muito tempo, havia pessoas acumulando funções e tarefas. Vai enxugando, né? Principalmente com base em salários. Foi ficando quem tem piso de radialista”, observa o profissional.

Dentre os desligados, com aproximadamente 30 anos de casa, está o produtor da Rádio Bandeirantes, José Carlos Roque. Lacenea Gularte, Mirka Blair, Fernanda Bierhals, Rodrigo Prado, Eduarda Oliveira e Gabriela Plentz também teriam sido demitidos, segundo informações obtidas por Coletiva.net. Ainda integram a lista profissionais de edição, Recursos Humanos e atendimento ao público. Procurada pelo portal, a Bandeirantes, por meio do seu diretor-geral, Leonardo Meneghetti, afirmou que não se pronuncia sobre colaboradores que deixam a empresa…” (AQUI,  a íntegra)

Após 23 anos, Carolina Bahia deixa a RBS para se dedicar a novos projetos

A jornalista Carolina Bahia está deixando a RBS, após 23 anos de trajetória na empresa. A profissional tomou a decisão para iniciar um novo ciclo em sua carreira, buscando, agora, empreender. A comunicadora já vinha conversando com o grupo midiático há algum tempo sobre essa transição. Ela permanece nas suas funções, como editora-chefe da sucursal de Brasília, até 14 de agosto. 

“Foi na RBS que aprendi a enfrentar e vencer grandes desafios, fazendo jornalismo de qualidade e com independência. É com esse mesmo espírito que, agora, encaro um novo e importante passo na minha carreira. Agradeço imensamente a confiança da direção da empresa, o companheirismo dos demais colegas e o carinho do público. Me sinto honrada por ter feito parte deste time. Até!”, ressalta Carolina.

Com a mudança, as funções da editora-chefe serão absorvidas pela Redação, em Porto Alegre, e duas jornalistas da casa assumem novos desafios. Kelly Matos, que já atua no rádio, no digital e no impresso, agora terá um espaço também na RBS TV, participando do Jornal do Almoço. Já Giane Guerra passará a ocupar a coluna de Carolina em Zero Hora, mas escrevendo sobre economia. O programa ‘Atualidade’, da rádio Gaúcha, que contava com a presença diária da jornalista, seguirá no mesmo formato, sob o comando de Daniel Scola e Rosane de Oliveira…” (AQUI, a íntegra)



9 comentários

  1. Eduardo menezes

    Lamento muito pelos profissionais da band rs….quanto aos fiquem em casa tudo bem, pois k fiquem

  2. Luis Ramos

    Vai ser difícil encontrar alguém com a mesma inteligência, equilibrio e cultura da Carolina, se for mulher só a Rosana de Oliveira, que ja esta lá tem o mesmo nivel. Mas das mulheres da RBS que querem crescer a Giane Guerra é a que mais se aproxima da Carol, mas ela precisa melhorar a parte política e do agronegócio em que a Carol era imbatível….a Kelly é bonitinha, mas não é objetiva nas respostas. A Andressa Xavier é inteligente e bem humorada, mas falta cultura….mas se ela estudar um pouco pode ser a nova Carolina Bahia.

  3. O Brando

    Trio parada dura: Kelly Mattos, Rosane de Oliveira e Carolina Bahia. Giane Guerra e Andressa Xavier(editora chefe da Gaucha) não esqueceram, como outros, algo que é escasso na RBS faz tempo, o profissionalismo. Alás, perguntar para o Molusco se ‘roubou ou não roubou’ é falta de respeito, não sei o que aconteceu com o ‘presidente, existem acusações de …. contra o senhor’.
    Sfola afirmou que Boris Johnson tinha utilizado uma Ecmo, aparelho de oxigenação extracorpórea do sangue, na UTI por conta do Covid. Tinha certeza porque ‘tinha acompanhado de perto o caso’. Na verdade havia um equipamento a disposição do primeiro ministro inglês. So que não foi utilizado. Ele recebeu litros de oxigênio porque segundo o protocolo (de alguns lugares pelo menos) é adiar respiração artificial (que é um passo antes da maquina) até o último momento. Uso do respirador significa estatisticamente (em alguns lugares pelo menos) aumento dos casos de óbito.
    Jornalistas ditos ‘cultos’ são campeões de trivia, sabem que não precisam ser cultos, apenas precisam parecer. David Trás os Montes é o melhor exemplo da emissora.
    Carolina Bahia saltou do barco porque está afundando, sabe que o espaço dela estava diminuindo. Quanto a ‘qualidade e independencia’ resumia-se a fazer julgamento moral baseada em manchetes, comentários rasos, preocupação excessiva em influenciar opiniões e mínima em dissecar os fatos, avaliação de medidas em setores nos quais não tem experiência ou formação. Que vá pela sombra.

  4. JOSÉ MAURO MACEDO CORRÊA

    Triste é ler comentários de pessoas que ficam felizes quando outras são demitidas do trabalho só porque pensam diferente deles .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *