Destaque

CIDADE. Túmulos sofrem vandalismo no Cemitério Ecumênico Municipal, que está fechado para visitação

Por MAIQUEL ROSAURO (com fotos de Divulgação), da Equipe do Site

A Prefeitura de Santa Maria ainda não decidiu se os cemitérios municipais estarão abertos para visitação no Dia de Finados, na próxima segunda-feira (2). Caso os portões do Cemitério Ecumênico Municipal, no Bairro Patronato, sejam abertos ao público, algumas famílias terão uma surpresa negativa.

Nesta terça-feira (27), uma fonte do Site que esteve no local registrou mais de uma dezena de imagens. As fotos (e três delas ilustram essa matéria) mostram diversos túmulos danificados, com a ausência de letras e outros detalhes em bronze.

Ao redor dos jazigos depredados são vistas imagens das pessoas sepultadas. Algumas das fotografias estão quebradas, soltas no chão, e sem os adornos em bronze a sua volta.

O Site entrou em contato com a Prefeitura e questionou se a Administração possuía informações sobre atos de vandalismo no Cemitério Ecumênico Municipal registrados nos últimos dias e o que teria sido furtado ou danificado. A resposta foi evasiva.

“A Prefeitura recomenda que atos de vandalismos identificados por familiares sejam registrados na polícia”, disse a Prefeitura em nota.

Contudo, os cemitérios municipais de Santa Maria estão fechados desde o dia 21 de março, a fim de evitar aglomerações em razão da pandemia de covid-19, o que impede a visitação e a identificação de atos criminosos pelas famílias.

A Prefeitura ainda informou ao Site que o Ecumênico conta com vigilância da Guarda Municipal durante o dia e a noite.

Ademais, o Executivo afirmou que ainda discute a abertura dos cemitérios no Dia de Finados.

“A Prefeitura, por meio do Comitê Estratégico de Acompanhamento da Covid-19, informa que segue discutindo o assunto. Porém, ainda não há definição e, tão logo, tenhamos, anunciaremos em forma de comunicado oficial”, informou a Administração Municipal.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Simplesmente um absurdo este tipo.de atitude vindo de um orgão publico, talvez seja pq lá não tem.eleitores e manter o local.limpo e protegido não renda votos( ou será que os familiares das pessoas que lá foram sepultadas irão aprovar o descaso com seus entes e mesmo assim votarão nestes politicos), até onde sei ninguém vai a este local para fazer aglomerações então a decisão de fechar está baseada em que argumentos ….proibir as pessoas de ver visitar o tumulo de seus entes queridos faz com aumente a saudade e dor de muitos.

  2. Não é de hoje. Metal virando pedra de crack. Alás, noticia em POA de lâmpadas de LED da iluminação publica roubadas de poste com mais de 15 metros de altura.
    Culpa do ‘direto dos manos’. No garantismo às antigas criatura desrespeitando os mortos ganhava uma sova. Na segunda uma tunda de pau. Na terceira vez, se ainda não tivesse regenerado, em muitos lugares do Brasil ‘mudava de cidade’. Agora é esta esculhambação. Depois reclamam que tem gente que vá para a rua pedindo a volta dos milicos. Kuakuakuakua!

  3. Recomendam registrar na Polícia. O surrado “nós fora”. Quem tem familiar sepultado por lá, paga um valor nada pequeno por ocasião do sepultamento. Sobra desleixo, falta respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo