DestaqueEducação

EDUCAÇÃO. UFSM divulgará cronogroma de volta gradual às atividades presenciais, informa Sedufsm

Faltam detalhes sobre quem (só administrativos?) e quando (ainda este ano?)

Da Assessoria de Imprensa da Sedufsm / Por Bruna Homrich

No último dia 29 de outubro, o Secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhardt, assinou a Instrução Normativa (IN) número 109, que autoriza o retorno dos servidores públicos à presencialidade a partir de 3 de novembro de 2020.

Na tarde desta terça, 10, a Assessoria de Imprensa da Sedufsm contatou o vice-reitor da UFSM, Luciano Schuch, que confirmou o retorno gradual das atividades e antecipou que a instituição lançará uma nota nesta quarta, 11, com o cronograma e demais informações a respeito do retorno. Ainda segundo o gestor, a reitoria terá uma reunião com os diretores de centro a fim de fechar os últimos detalhes. Outros dois questionamentos foram realizados ao vice, contudo sem retorno até o fechamento desta matéria: se a volta à presencialidade ocorreria ainda este ano, e se valeria apenas para servidores técnico-administrativos em educação ou também para docentes.

Clóvis Senger, presidente da ATENS, explica que a entidade está reunindo informações sobre o assunto, a exemplo do número de servidores que estão desempenhando suas atividades em cada uma das modalidades. “Na próxima semana iremos discutir amplamente o assunto com nossos filiados e assessoria jurídica, para garantir que não sejam implementadas medidas que venham trazer risco as pessoas e à comunidade de uma maneira geral”, comenta o dirigente.

Rejeição

Para o vice-presidente da Sedufsm, João Gilli Martins, duas questões se sobressaem: uma é relativa à autonomia universitária, que, em sua análise, é ferida com a edição não só dessa, mas de outras instruções normativas que alijam a comunidade universitária de um amplo debate. Outra é a realidade da pandemia.

“Temos que ser contrários à Instrução Normativa nº 109. Enquanto não tiver vacina ou fármaco que debele a Covid-19, temos que estar em isolamento social pleno. Embora isso hoje não venha ocorrendo, é preciso defende-lo. O que o governo está propiciando é a contaminação e o extermínio controlados da população. Por isso, temos que ser contrários ao…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo