DestaqueEleições 2020Santa Maria

ELEIÇÕES 2020. Jorge Pozzobom e Sergio Cechin captaram mais de R$ 1,5 milhão para a campanha

Tucano arrecadou pouco mais de R$ 1 milhão. Progressista declarou a metade

Sistema DivulgaCandContas permite comparar a declaração parcial de receitas e despesas dos candidatos (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

Declarações parciais de receitas e despesas dos candidatos a prefeito que chegaram ao segundo turno, em Santa Maria, apontam que ambos arrecadaram mais de R$ 1,5 milhão para a campanha eleitoral. A maior parte da verba é oriundo de recursos públicos, via Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).

Conforme dados obtidos no sistema DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no final da tarde desta terça-feira (1º), o prefeito reeleito Jorge Pozzobom (PSDB) arrecadou pouco mais de R$ 1 milhão. Deste total, R$ 860.888,40 (81,92%) veio da Direção Nacional do PSDB; e R$ 150 mil (14,27%) são oriundos da Direção Estadual do PSL, sigla do candidato a vice-prefeito Rodrigo Decimo (PSL).

A maior doação de pessoa física ao tucano veio do advogado Fabiano de Marco Bet, no valor de R$ 20 mil (1,9%). Bet também doou o mesmo valor para a campanha da prefeita reeleita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB).

Cechin tem registrada uma arrecadação de R$ 596,8 mil. Os principais doadores são: Direção Estadual do PP com dois repasses: R$ 225 mil (37,70%) e R$ 160 mil (26,81%), Direção Estadual do MDB, R$ 99,8 mil (16,72%), do candidato a vice-prefeito Francisco Harrisson (MDB); e Direção Nacional do Avante, R$ 80 mil (13,40%).

A maioria das doações de pessoas físicas para o progressista foi de R$ 5 mil. Estão entre os doadores neste valor estão: Lilian Santa Lucia, Jones Santa Lucia, Ivo Santa Lucia, Deizi Santa Lucia e Gustavo Reinheimer Sonza.

Acesse as despesas e receitas dos candidatos: AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo