DestaqueRegião

ROSÁRIO DO SUL. Críticas à revitalização da Praia das Areias Brancas. E o Secretário de Turismo responde

“Criticar sem se informar é muito fácil”. E o que diz o secretário Glei Pacheco

Licença ambiental prevê a supressão de 52 exemplares arbóreos. Obra é orçada em R$ 750 mil. (Foto Glei Pacheco/Arquivo pessoal)

Por Maiquel Rosauro

A revitalização da Praia das Areias Brancas, em Rosário do Sul, vem causando controvérsia nas redes sociais. A principal reclamação é referente ao corte de árvores. Rosarienses apontam um “extermínio das árvores”, enquanto outros questionam se há um plano de plantio.

As reclamações fizeram o Executivo se manifestar nesta sexta-feira (26). Pela manhã, na fanpage da Prefeitura, foi publicada uma nota de esclarecimento.

“Foram suprimidas 43 árvores, algumas já ocas, suas estruturas encontravam-se comprometidas por danos biológicos, aumentando o risco de queda causada por vendavais, com parasitas e raízes que estavam aflorando da terra fragilizando as árvores. SERÃO PLANTADAS MAIS DE 100 MUDAS próprias ao meio ambiente e autorizadas por setor competente, chamadas de: “ADULTAS”, pois já terão dois metros de altura”, postou a Prefeitura.

A publicação ainda conta com um link para a licença ambiental que autoriza a obra. O documento revela que será construída uma rampa náutica, uma pista de skate e um palco com camarim e camarote.

O licenciamento também indica que está prevista a supressão de 52 exemplares arbóreos, entre 36 exóticas e 16 nativas, sendo 32 álamos, dois plátanos, três guajuviras, uma canafístula, uma aroeira-vermelha, uma amoreira, 11 salsos e uma pitangueira. Ainda é sugerido o transporte de três jerivás.

Para a compensação da remoção de árvores é sugerido o replantio de 72 mudas de espécies nativas diversas.

No fim da tarde desta sexta, o secretário de municipal de Desporto e Turismo, Glei Pacheco, manifestou-se sobre as críticas que recaíram sobre a Administração Municipal.

“As pessoas enxergam sentar um tijolo e já criticam, não sabem se dali sairá um castelo, mas criticar sem se informar é muito fácil. Tem gente que parece que vai morrer amanhã, pois não imaginam o futuro. Desejo saúde, fé e esperança a todos”, postou Pacheco.

A revitalização também contempla uma remodelação da área de camping, com banheiros modernizados, churrasqueiras reestruturadas e iluminação padronizada. A obra é orçada em R$ 750 mil. Deste total, R$ 740.350,00 são oriundos de emenda parlamentar do então deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM) e R$ 9.650,00 de contrapartida do município.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo