DestaqueSegurança

COVID. Projeto de Blattes e Alexandre Vargas prioriza vacinação para profissionais da segurança pública

Edis justificam que profissionais estão em frequente contato com a população

“São os profissionais da segurança pública que estão à frente da fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas pelos órgãos de saúde”, diz a Justificativa do projeto. Foto João Alves / Prefeitura de Santa Maria

Por Maiquel Rosauro

Os vereadores Ricardo Blattes (PT) e Alexandre Vargas (Republicanos) protocolaram um projeto de lei, nesta terça-feira (2), que dá prioridade de vacinação contra covid-19 aos profissionais da segurança pública de Santa Maria.

“É latente a necessidade de prioridade para este grupo, visto que há um frequente e necessário contato com a população. São os profissionais da segurança pública que estão à frente da fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas pelos órgãos de saúde, bem como da manutenção do sistema penal. Outrossim, são tais profissionais que garantem a dispersão e o controle de aglomerações”, diz trecho da Justificativa do projeto.

Na proposta da dupla são contemplados: Guarda Municipal, Polícia Civil, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal, Profissionais da SUSEPE, Corpo de Bombeiros, agentes de Fiscalização Municipal e Polícia Federal.

Na Justificativa, Blattes e Vargas calculam que o município possua cerca de mil profissionais atuantes na linha de frente da segurança pública do Município.

O texto ainda determina que a comprovação (para o ato de imunização) se dará por meio da apresentação de documento funcional oficial ou atestado expedido por órgão competente com a respectiva lotação.

Para que se torne lei, o projeto necessita ser aprovado em plenário e sancionado pelo prefeito.

Confira o texto na íntegra.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo