DestaqueRegião

NOVA PALMA. Justiça Eleitoral refuta pedido dos derrotados e prefeito municipal não é impugnado

Justiça não acolhe argumentos de adversários. André Rossato segue no cargo

Com informações da Defesa do Prefeito de Nova Palma (foto de Reprodução)

A Justiça Eleitoral, em decisão conhecida nesta quinta-feira, julgou totalmente improcedente a acusação contra o prefeito de Nova Palma, André Rossato (foto), por atos ilegais que teriam sido cometidos quando da eleição de 15 de novembro.

O processo de impugnação foi apresentado por PP e PSB, partidos da aliança liderada pelo candidato Adroaldo Santi. Na sentança, a justiça não acolheu os argumentos que “não conseguiram produzir prova suficiente para comprometer a normalidade e legitimidade” do pleito de 2020.

Andre Rossato, do MDB, foi eleito prefeito de Nova Palma com 2.316 votos, 52,74% do total. Em segundo lugar chegou Adroaldo Santi, com 2.075 votos (47,26%).

Em tempo: atuaram na defesa de Rossato os advogados Ditmar Strahl e Paulo Oliveira.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo