DestaqueRegião

ROSÁRIO DO SUL. Prefeito reúne secretários para discutir formas para combater o Aedes Aegypti

94% das amostras coletadas em levantamento possuíam larvas do mosquito

Prefeito Vilmar Oliveira, de Rosário do sul, e secretários debateram a situação do mosquito nesta quarta-feira (7) (Foto Divulgação)

Por Prefeitura de Rosário do Sul

Na manhã desta quarta-feira (7), o prefeito Vilmar Oliveira esteve reunido com os secretários das pastas: Obras, Saúde, Educação, Administração, Planejamento e a chefe da Vigilância Sanitária, Adelaide Nunes.

Um levantamento realizado pela Vigilância Sanitária, apresentou números alarmantes do mosquito Aedes Aegypti no município. O LIRA (levantamento de Índice Rápido) detectou em 94% das amostras coletadas a presença da larva do Aedes.

Ações emergenciais de conscientização e combate ao mosquito Aedes Aegypti serão elaboradas e colocadas em prática o mais rápido possível.

“Nosso município precisa da colaboração de todos os cidadãos faça sua parte e mantenha seu pátio limpo e sem água parada”, informa a Prefeitura em nota.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo