DestaqueEducação

EDUCAÇÃO. Assembleia de professores condiciona final da Greve Ambiental a garantias da Prefeitura

Cerca de 165 docentes da rede municipal participaram hoje de encontro virtual

Encontro virtual tomou a decisão da categoria docente, que hoje tomou primeira dose da vacina (foto Paulo André Dutra/Sinprosm)

Por Paulo André Dutra / Da Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Professores Municipais (Sinprosm)

Os professores municipais de Santa Maria precisam de garantias da administração municipal para que seja encerrada a greve ambiental. Esta é a decisão da assembleia geral da categoria realizada no fim da tarde desta terça-feira (1). Cerca de 165 professores se fizeram presentes ao encontro virtual.

A categoria entende que a 1ª dose da vacina contra a Covid-19, aplicada hoje, apesar de ser uma vitória do movimento grevista, ainda não traz segurança ambiental para o retorno às escolas. A proposta aprovada por 97% dos professores define a exigência de garantias formais para que as escolas tenham autonomia no estabelecimento do calendário de retorno, com base no prazo do esquema vacinal, com 12 semanas até a 2ª dose e mais 15 dias até atingir a imunidade completa. Até que haja o aceno positivo por parte da prefeitura, através de regramentos oficiais, os professores municipais continuam em greve ambiental.

A coordenadora de Patrimônio e Organização Sindical do Sinprosm, Martha Najar, explica que a proposta construída pelo comando de greve e ajustada em assembleia não difere do que foi tratado na reunião com o prefeito Jorge Pozzobom, a secretária Lúcia Madruga e o procurador-geral Guilherme Cortez na última quinta-feira (27).

“Tivemos garantias de que o trabalho remoto continuará até que a imunização esteja completa. A categoria precisa que isso seja formalizado. A greve ambiental não terminou hoje, mas terminará quando tivermos plena segurança de que nossos direitos serão respeitados”, confirma a dirigente.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo