DestaqueEstado

ELEIÇÕES 2022. Onyx Lorenzoni aguarda o sinal verde de Bolsonaro para se candidatar ao Palácio Piratini

Ministro do Trabalho disputa a preferência do Planalto com o senador Heinze

Ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, esteve em Pelotas palestrou para empresários e falou também sobre 2022 (foto Reprodução)

Reproduzido do Site do Correio do Povo / Texto de Angélica Silveira

Em evento com empresários, em Pelotas, nesta sexta-feira, o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni (Dem), afirmou ter compromisso com o governo Jair Bolsonaro até dezembro, em função da demanda da sua pasta. Após, pretende “conversar” sobre o Rio Grande do Sul. Onyx é considerado pré-candidato do Dem na disputa pelo Palácio Piratini. Ele admitiu que sempre teve vontade de disputar o cargo, mas que não é algo que possa fazer sozinho.

“Sempre tive no meu coração o desejo e a vontade de disputar o governo do Estado, agora não é vontade de uma única pessoa, isto precisa de uma série de questões que nós vamos tratar a partir de dezembro, aí sim com condições de quem sabe poder anunciar a candidatura, mas agora estou 100% focado no governo”. E completou: “estamos retomando a economia, então até dezembro o ministro Onyx estará focado 100% em gerar emprego, reduzir a fila do INSS, atender aquelas pessoas que precisam e ajudar o Brasil a crescer. Em dezembro conversamos sobre o meu amado Rio Grande”, prometeu. 

Em relação ao senador Luis Carlos Heinze (PP), que também é pré-candidato, o ministro disse que ele tem todo o direito de disputar. “No final do ano, se o presidente me der o sinal verde, eu também vou ter o mesmo direito que ele e os gaúchos vão escolher”, ponderou. Sobre o atual momento nacional, ele acredita que a tendência é que o relacionamento entre Executivo e Judiciário melhore, adquirindo o mesmo equilíbrio que acontece com o Legislativo e o governo. “O presidente sempre atua dentro das quatro linhas, então, eu acredito que a gente vai caminhar para o mesmo equilíbrio que temos com o Legislativo”, afirmou. 

Durante o encontro, o ministro esclareceu que a visita a Pelotas foi convite da Aliança Pelotas, com a participação da Aliança Rio Grande, e o objetivo de ouvir e receber as demandas dos empresários. “Eles entregaram documentos para que eu possa encaminhar dentro do governo assuntos de interesse da região”, disse.

Segundo Lorenzoni, na reunião a portas fechadas com os empresários foi  feita uma apresentação da situação brasileira, de problemas enfrentados pelo governo e os programas que realiza. “Discutimos também demandas regionais que estou recebendo, a conclusão que caminha célere da BR 116. Desde que o presidente assumiu ele decidiu que ia concluir”, enfatiza.

Ao comentar sobre as realizações em frente ao ministério do Trabalho, Lorenzoni enfatizou que, apesar da pandemia, o governo criou 2,6 milhões novos empregos. Ele explicou sobre os projetos aprovados na Câmara e que estão no Senado visando o estímulo à criação de um primeiro emprego para jovens e também para os maiores de 55 anos. “Criamos também um programa que tem um bônus de incentivo a qualificação, é para empregar aquelas pessoas que entre 18 e 29 anos nem estudam e nem trabalham, mas também vai aceitar as pessoas com mais de 50 anos. A pessoa trabalha um turno, há um bônus que a empresa vai receber do sistema S, ela vai fazer a sua qualificação no Senai, no Sesc, no Senar. O programa é de um ano renovável por mais um. Se a pessoa ficar dois anos no programa ela tem no mínimo quatro qualificações”, exemplificou…” 

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI .

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo