DestaqueSanta Maria

BASTIDORES. Empresas de ônibus, a ‘Casa da Mãe Joana’, Tony, Admar, Pozzobom, alfinetada de Temer

Projeto de lei que isenta empresas de transporte coletivo do ISS foi aprovado

Luciano Schuch foi à Câmara, ouviu Manoel Badke fazer um discurso a seu favor e até posou para foto com todos os vereadores. Mas a moção a favor de sua nomeação como reitor da UFSM não foi votada devido à lambança da Direção do Parlamento (Foto Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

Os vereadores de Santa Maria aprovaram, nesta quinta-feira (9), em sessão extraordinária, projeto de lei de autoria do Executivo que concede isenção fiscal de ISSQN para as empresas do transporte coletivo do município. Apenas Pablo Pacheco (PP) e Roberta Pereira Leitão (PP) votaram contra a proposta.

O auxílio visa amenizar os efeitos econômicos causados pela pandemia e, com isso, garantir a continuidade dos serviços. A isenção do imposto ficará vigente para os serviços prestados entre a data de publicação da lei até 31 de dezembro de 2021. A Prefeitura não sabe quanto deixará de arrecadar com a renúncia de receita.

Confira a proposta na íntegra (AQUI).

Recuo I

O vereador Tony Oliveira (PSL) chegou a pedir vistas sobre o projeto, o que impediria sua votação. Porém, a base do governo pressionou e o parlamentar retirou o pedido.

Recuo II

Tony vai retirar de tramitação o projeto de lei, de sua autoria, que obriga unidades de saúde do município afixarem, de forma visível ao público, cartazes com as escalas de médicos e suas especialidades. A pressão sobre o vereador foi grande.

Nesta quinta, pela terceira vez, o Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Sul (Simers) foi ao Parlamento reivindicar a derrubada do projeto.

Casa da Mãe Joana?

A gestão de João Ricardo Vargas (PP) à frente da Câmara de Vereadores de Santa Maria deu mais um sinal de que está aquém de seus antecessores. Conforme o Site havia noticiado, no Boletim Legislativo desta quinta estava previsto votação de projetos em segunda discussão, defesa de moção e criação de frente parlamentar (AQUI). Nada disso aconteceu.

O Boletim Legislativo foi derrubado e seguiu-se uma pauta única para votar o projeto que beneficia as empresas do transporte coletivo.

Faltou, porém, avisar o vice-reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Luciano Schuch, que compareceu ao Legislativo para acompanhar a defesa da moção de apoio, de autoria do vereador Manoel Badke – Maneco (DEM), em favor de sua indicação como reitor.

Maneco, então, fez um discurso pró-Schuch e, logo depois, foi registrada uma foto com o vice-reitor e os vereadores. Mas, o principal, a moção de apoio, não foi votada, já que o projeto das empresas de ônibus trancava a pauta.

E o Regimento?

Na prática, a Direção da Casa rasgou o Regimento Interno. O artigo 125 diz que 24 horas antes da discussão e votação deve ser publicada a Ordem do Dia no Boletim Legislativo. Não há nenhum parágrafo, inciso ou alínea que autorize o que foi presenciado nesta quinta-feira (9).

Novo 2º vice

O vereador Admar Pozzobom (PSDB) assumiu o posto de 2º vice-presidente do Poder Legislativo. Ele ingressa no lugar de Ricardo Blattes (PT), que na semana passada anunciou seu afastamento do cargo (AQUI).

Imunizado

O prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) tomará a 2ª dose da vacina contra o covid-19 nesta sexta-feira (10), às 9h30min, na UBS Wilson Paulo Noal, em Camobi. Na oportunidade, o prefeito fará um chamamento para os cerca de 3 mil santa-marienses que estão com a 2ª dose em atraso.

Até tu, Michel?

E no meio de um dia agitado na política nacional, o ex-presidente Michel Temer (MDB) resolveu tirar onda com a periclitante gestão econômica do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Esse legislativo tá mais pra casa do PAI Vargas, afinal Regimento(o militar) que ele deve ter comandado não tinha esse formalismo todo.
    O Michel Temer tá vivo? Não deveria estar preso? Virou conselheiro do coisa ruim? Faz sentido…..

  2. Futuro Magnifico com cara de ‘se cobrir com lona, vira circo; se trancar a porta, vira hospício’. Kuakuakuakua!
    Regimento? Para o dia a dia, abobrinhas, não tem muito fundamento seguir a risca, é muita paixão pelo processo formular romano.
    Gestão economica do Posto Ipiranga, Cavalão não manja de economia. Alás, Claudemir com P. poderia falar mais vezes na conta de supermercado dele, todos estão interessados e ninguém mais faz compras ou abastece o carro, só ele. Alás, cantilena orquestrada agora é a economia, inclusive de ex-autoridades academicas acefalas. ‘Comparemos os indices de cada presidente’. Como se o contexto exterior não contasse, o pais fosse totalmente isolado e tudo de ruim e de bom fosse responsabilidade do presidente de plantão. Molusco com L. ficaria na vantagem porque o ‘boom’ das commodities e termos de troca favoraveis (que a massa ignorante não entende) não entrariam na equação. Obvio que a ‘inclusão’, o ‘anti-racismo’, a ‘emancipação’ e ‘empoderamento’ feminino não podem faltar. Problemas todos ‘prioridade numero um’ e solucionáveis em 4 anos. Ah! Claro, ‘pobrezinho’ do Molusco com L., cuidou muito do ‘pobre’, basta ver a variação patrimonial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo