DestaqueEstado

ESTADO. Valdeci quer audiência para tratar da decisão do STF que pode anular emancipações

Tema mexe com milhares de gaúchos e AL precisa discutir, diz o deputado

Valdeci: “aprovada a audiência, como esperamos que seja, vamos buscar realizar o debate o mais rápido possível” (foto Divulgação)

Da Assessoria de Imprensa do Deputado Valdeci Oliveira

Com a decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada de tornar nulos dezenas de processos de criação de municípios gaúchos feitos nos últimos anos, o deputado Valdeci Oliveira (PT) protocolou requerimento junto à Comissão de Assuntos Municipais (CAM) da Assembleia Legislativa para a realização de uma audiência pública acerca do tema.

“É um assunto de extrema importância e que mexe com a vida de milhares de moradores de dezenas de cidades do interior que foram emancipadas e conquistaram o caráter de município. Precisamos ampliar e aprofundar esse debate, chamar a FAMURS e demais associações de municípios do estado, o executivo estadual, Ministério Público e lideranças regionais para avaliarmos a medida e buscarmos uma solução e posição  conjuntas para a questão”, analisa o parlamentar, integrante da CAM.

O processo que originou a decisão do STF foi impetrado pela Procuradoria Geral da República (PGR) e vinha tramitando desde 2012 na Suprema Corte. “Se tratou de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) levada ao Supremo pela PGR sobre três leis aprovadas no RS entre 1990 e 1996. Porém, em 2008, foi aprovada uma emenda constitucional, de número 57, dando garantias legais às emancipações realizadas antes de 2006. É preciso que se tenha clareza e segurança jurídica quanto a essas medidas.

Não podem pairar quaisquer dúvidas sobre a questão, pois ela interfere na vida de milhares de pessoas por todo o estado, sem falar que muito investimento já foi realizado por essas localidades. E é isso que buscamos com a audiência pública proposta”, explica Valdeci. Segundo o parlamentar, considerando serem ainda desconhecidos os efeitos de tal decisão sobre os municípios gaúchos e que nenhum deles teve qualquer informação sobre tais efeitos, cabe à Assembleia Legislativa a defesa da manutenção dos direitos políticos adquiridos por tais unidades federadas.

O requerimento de Valdeci será votado pela Comissão de Assuntos Municipais do Parlamento gaúcho na próxima terça-feira (21). “Sendo aprovada a audiência, como esperamos que seja, vamos buscar realizar o debate o mais rápido possível”, acrescentou.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo