DestaqueEducação

INTERNET. UFSM, a 30ª Universidade mais popular do Brasil, e 59ª na América Latina, nas redes sociais

No país, crescimento foi de 15 posições num ano, cumprindo plano de metas

Por Giulia Cavalheiro / Da Unidade de Comunicação Integrada da UFSM

A Universidade Federal de Santa Maria obteve destaque na última edição do UniRank, levantamento que mede a popularidade de instituições ao redor do mundo através da relevância e presença nas redes sociais, se sobressaindo entre as universidades públicas da América Latina e do Brasil. Dentre as latino-americanas, a UFSM figurou no 59º lugar, e, entre as brasileiras, ficou na 30ª posição. No território nacional, a universidade subiu 15 posições em relação ao ano anterior, indo do 45º para o 30º lugar. O desempenho da instituição no ranqueamento de 2021 fez com que parte do Desafio 6 do Plano de Metas fosse atingido antes de 2022.

Além de avaliar o destaque geral das entidades, o UniRank também filtra as universidades pela relevância em redes sociais específicas, como o YouTube, Facebook, Twitter e Instagram. Dentre estas, a UFSM conquistou a melhor colocação no YouTube, onde figurou na 26ª posição. Nas redes sociais seguintes, a instituição terminou na 44ª, 52ª e 54ª colocação, respectivamente. 

Entre os Institutos Federais (IFES), a UFSM conquistou a 19ª colocação, sendo, no estado do Rio Grande do Sul, a segunda universidade mais popular. No ranking de popularidade mundial, apenas uma instituição brasileira figurou entre as 200.

O coordenador de Comunicação Social da UFSM, Maurício Dias, comentou sobre o papel da pandemia na ascensão de posições: “O fato das pessoas buscarem mais informações com credibilidade, e também o fato da comunicação como um todo ter trabalhado com uma série de iniciativas que buscam divulgar informações e combater a desinformação, ajudou muito. Mostrar aquilo que está acontecendo na instituição, fazer lives […], é uma série de iniciativas que faz com que as pessoas se interessem mais por onde elas podem obter as informações de uma maneira mais rápida e que sejam confiáveis, ou seja, nas nossas redes sociais”, destacou o jornalista. 

Sobre as estratégias adotadas neste ano, Dias ainda complementou: “A comunicação tem um direcionamento muito nítido, muito centrado hoje nas questões do PDI – Plano de Desenvolvimento Institucional -, e, também com o objetivo principal deste ano com a divulgação científica, sendo um ponto que a gente trabalhou muito com o Divulga Ciência e com outros projetos que já acontecem, sendo desempenhados pela Revista Arco, TV Campus e Unicom. A gente continua, já que vem dando certo”, finalizou o Coordenador. 

Como o UniRank funciona?

O UniRank é um levantamento que acompanha a presença de universidades na internet, verificando a relevância do site da instituição e sua presença nas redes sociais, assim como o seu engajamento com o público. Considerando que a presença nas redes sociais pode ser um indicativo do impacto das ações de extensão universitária na sociedade, foi escolhido como um dos indicadores do Desafio 6.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Instituto Max Planck ganhou um Nobel três dias atrás. Fisica. E outro Nobel dois dias atrás. Quimica. Não é muito popular nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo