DestaqueRegião

REGIÃO. Plano da AMCentro deixa de limitar horário de funcionamento de atividades na pandemia

Empreendimentos precisam seguir os horários estabelecidos no alvará

Por Rafael Favero / Prefeitura de Santa Maria

Em reunião do comitê técnico, a Associação dos Municípios da Região Central (AMCentro) decidiu atualizar as regras de combate à propagação da Covid-19. A partir desta sexta-feira (8), o Plano Regional não estabelece mais limitação de horário para bares, restaurantes, eventos sociais, de entretenimento, shows e similares. No entanto, essas atividades precisam respeitar o horário previsto no alvará de cada local onde são realizadas. Outra alteração diz respeito aos rodeios, que passam a poder contar com até 1,2 mil pessoas, entre público expectador e competidores. As flexibilizações são adotadas por Santa Maria e já estão em vigência.

Na reunião, também foi reiterado que os municípios que integram a AMCentro adotam integralmente as regras do Decreto Estadual 56.120 do Governo do Estado. A população, no entanto, precisa permanecer atenta aos protocolos que constam no Anexo 2 do Plano Regional, que ainda estabelecem procedimentos restritivos para as atividades. Nos bares e nos restaurantes, por exemplo, segue a limitação de até 8 pessoas por mesa.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo