DestaqueSanta Maria

BASTIDORES. Os possíveis destinos dos edis Tony Oliveira e Manoel Badke no pós-fusão de PSL e DEM

Tony tentará uma vaga na Assembleia e Badke vai encerrar a carreira política

Tony Oliveira (PSL) é cotado para se filiar no Podemos e Manoel Badke (DEM) deve ir para o PL. (Fotos Câmara/Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

Os vereadores Tony Oliveira (PSL) e Manoel Badke – Maneco (DEM) estão com os dias contados em seus respectivos partidos. Com a iminente fusão das siglas para a criação do União Brasil, ambos vão tomar rumos distintos.

A provável nova casa de Tony será o Podemos, partido que vem se movimentando nos bastidores e que apresentará sua nova Executiva Municipal no dia 20 de novembro. O certo, neste momento, são os planos do vereador para 2022.

“Eu vou ser candidato a deputado estadual. Este é um apelo que tenho recebido por todas as minhas andanças na cidade, nas vilas e no interior”, comenta o parlamentar.

Tony é um dos principais críticos do governo de Jorge Pozzobom (PSDB) no Parlamento e se destaca por uma intensa agenda nas redes sociais. Até um simples almoço em seu gabinete ganha destaque.

Se o Podemos está de portas abertas para Tony, o mesmo pode-se dizer do Partido Liberal (PL) em relação a Maneco. O experiente vereador está no Democratas desde o ano 2000, quando a legenda se chamava PFL (a troca de nome ocorreu em 2007).

Ao contrário de Tony, que está em seu primeiro ano de mandato e iniciando carreira política, Maneco já está pendurando as chuteiras. O democrata está em seu sexto mandato consecutivo no Legislativo de Santa Maria e não tem planos de concorrer a nenhum cargo eletivo em 2022 e 2024.

“Eu apoio o Ewerton Falk para deputado estadual, no próximo ano, e depois para a Prefeitura”, afirma Maneco.

Falk é o atual secretário municipal de Licenciamento e Desburocratização. Em 2016, concorreu a vice-prefeito pelo PDT, na chapa liderada por Marcelo Bisogno (PDT). No ano seguinte, a pedido de Pozzobom, assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e não demorou a deixar o pedetismo. Ano passado, ingressou no DEM e era cotado para vice de Pozzobom, posto que acabou com Rodrigo Decimo (PSL).

Maneco, se de fato se aliar aos liberais, seguirá o mesmo caminho do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), cotado para concorrer a governador pelo PL. O convite para troca de legenda partiu do deputado federal e presidente estadual do PL, Giovani Cherini, na semana passada.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo