DestaqueSanta Maria

CIDADE. Prefeitura investirá mais de R$ 300 mil em melhorias na infraestrutura da histórica Vila Belga

Serviço contratado contemplará recuperação do calçamento e drenagem pluvial

Dia 25, delegação belga esteve no local e o premiou como patrimônio histórico belga no exterior (foto Alex Caceres/Prefeitura)

Foto Rafael Favero / Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal

A Prefeitura de Santa Maria publicou, nesta segunda-feira (29), o processo licitatório para contratação da empresa que vai recuperar o pavimento de pedras irregulares (calçamento) e realizar a drenagem pluvial das ruas da Vila Belga. O investimento total do Município será de R$ 326.410,98, com recursos do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). Os documentos da licitação podem ser conferidos no SITE da Prefeitura.

“Essa licitação é um passo importante para solucionar um problema estrutural da Vila Belga. A questão do calçamento será resolvida definitivamente. Sem fazer uma obra de drenagem, qualquer solução seria paliativa. Com isso, reafirmamos o nosso compromisso de cuidar do patrimônio de Santa Maria, não só para preservar o passado, mas para viver o presente e caminhar para o futuro de fazer do Centro Histórico Ferroviário o primeiro Distrito Criativo de Santa Maria”, explica o vice-prefeito Rodrigo Decimo

O trabalho de drenagem e de recuperação do calçamento estão interligados. A drenagem serve para que o acúmulo de água nas vias seja reduzido e, como consequência, as pedras do calçamento não se soltem, como ocorre atualmente. 

A empresa contratada terá de fornecer material e mão de obra. O prazo para conclusão do serviço é de 90 dias após a assinatura da ordem de início. As propostas das empresas interessadas serão abertas em 15 de dezembro, às 10h. 

PATRIMÔNIO BELGA

Na última quinta-feira (25), a Vila Belga recebeu o PRÊMIO  de Patrimônio Belga no Exterior, conferido pelo Ministério das Relações Exteriores do país europeu. A placa de reconhecimento está instalada na Rua Manoel Ribas e foi entregue pelo cônsul da Bélgica no Brasil, Thomas Maes, pela cônsul honorária da Bélgica em Porto Alegre, Kátia Pinheiro, e pelo historiador belga Marc Storms, que foi o responsável por apresentar um estudo sobre a Vila Belga para autoridades do país europeu.

O prêmio é referente a 2016 e faz parte de uma espécie de concurso realizado pelo Serviço Público Federal Belga dos Negócios Estrangeiros e pela Fundação Rei Baudouin. Consulados e embaixadas espalhados pelo mundo foram convidados a apresentar propostas para o certame. Oficialmente, o reconhecimento se deu em 2017, em solenidade realizada em Bruxelas, na presença do príncipe Lorenz da Bélgica, arquiduque da Áustria-Este.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo