DestaqueRegiãoTurismo

VERÃO. Estudo da Fepam indica que balneários da região Central do Estado estão próprios para banho

Doze pontos para banho foram analisados em municípios da região

Balneário de Nova Palma é um dos principais atrativos da região Central. Foto Maiquel Rosauro / Arquivo

Por Maiquel Rosauro

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) divulgou, na sexta-feira (7), análise do Projeto Balneabilidade, que monitora 90 pontos no Estado. Na região Central do Rio Grande do Sul, todos os locais estão próprios para banho.

Os resultados das análises são divulgados todas as sextas-feiras, até 4 de março, pelo site e redes sociais da Fepam. Os dados também estão disponíveis no web aplicativo.

Em todo o Estado, apenas quatro locais estão impróprios para banho: praia do Magistério – em frente à Rua General Câmara, em Balneário Pinhal; praia Recanto das Mulatas – Lago Guaíba, em Barra do Ribeiro; Balneário dos Prazeres – Laguna dos Patos, em Pelotas; e a Praia do Encontro – Rio Jacuí, em São Jerônimo.

Locais analisados e próprios para banho na região Central:
Santa Maria – Balneário Passo do Verde/Rio Vacacaí
Rosário do Sul – Praia das Areias Brancas/Rio Santa Maria
Cacequi – Balneário São Simão/Rio Santa Maria
São Vicente do Sul – Balneário Passo do Umbú/Rio Ibicuí
São Francisco de Assis – Balneário de Jacaquá/Rio Ibicuí
São Francisco de Assis – Balneário Poço das Pedras/Arroio Inhacundá
Santiago – Balneário Distrito de Ernesto Alves/Rio Ibicuí
Jaguari – Balneário Fernando Schilling/Rio Jaguari
Mata – Balneário de Mata/Rio Toropi
Nova Palma – Balneário Nova Palma/Rio Soturno
Cachoeira do Sul – Praia Nova/Rio Jacuí
Restinga Sêca – Balneário das Tunas/Rio Vacacaí

Recomendações aos banhistas

  • Procure entrar na água apenas em locais que apresentem condição própria para o banho.
  • Tenha atenção especial com as crianças e idosos, pois são mais sensíveis e menos imunes.
  • Evite tomar banho em época chuvosa e nas primeiras 24 horas após chuvas intensas, já que a tendência é de carreamento de esgotos e resíduos para os cursos d’água, o que pode ocasionar picos de contaminação dos rios e oceanos.
  • Evite entrar na água nos períodos de cheia do rio, quando o leito está fora do seu curso normal, e em canais pluviais, saídas de sangradouros, córregos ou rios que afluem nas praias, pois podem estar contaminados por esgoto doméstico.
  • Não tome banho em locais com concentração de algas, já que podem conter toxinas altamente prejudiciais à saúde.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo