DestaqueRegião

AGUDO. Prefeitura iniciará distribuição de 500 cestas básicas para agricultores atingidos pela seca

Entrega das cestas básicas vai ocorrer na próxima quinta-feira (12)

Por Prefeitura de Agudo

Pelo terceiro ano consecutivo, o município de Agudo passou por um período de severa estiagem nos primeiros meses de 2022. A situação de emergência decretada ainda em dezembro de 2021 viabilizou a captação de recursos para amenizar os impactos decorrentes da falta de chuva.

Entre esses, o município recebeu valores para aquisição de 500 cestas básicas para destinar a produtores rurais do interior do município.

A entrega das cestas básicas acontecerá no dia 12 de maio, quinta-feira, a partir das 9 horas, no Ginásio São Bonifácio. Para receber, o agricultor deve portar CPF e bloco do produtor em Agudo. Será destinada uma cesta básica por família.

A doação das cestas básicas de gêneros alimentícios é um dos meios de amenizar os efeitos econômicos negativos causados pela falta de água. No total, será investido o valor de R$ 65.530,00, através de articulação da Defesa Civil Municipal, Secretaria de Agricultura e Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação.

Quase R$ 1 milhão em investimentos
O município de Agudo investiu, em 2022, quase 1 milhão de reais no combate à estiagem. O aporte chega ao montante de R$ 921.634,39. Entre os investimentos, o maior foi o da Prefeitura, que ordenou R$ 584,434,39 de seus recursos próprios, seguido do Estado, com cifra de R$ 265.000,00 e da União, que repassou R$ 72.200,00 ao município.

“Nosso governo está desde o início do mandato mobilizado para solucionar os problemas de recursos hídricos em Agudo, nossos agricultores merecem soluções”, diz o prefeito Luís Henrique Kittel. O chefe do executivo também destaca que isso é possível graças ao aumento do orçamento concedido a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Gestão Ambiental.

Os produtores rurais agudenses contaram com diversos serviços ofertados pela Prefeitura durante o período de estiagem. Entre esses a entrega de mais de 1 milhão e 350 mil litros de água potável e não-potável, caminhões foram adaptados com reservatórios, serviços de retroescavadeira para limpeza e abertura de bebedouros e açudes, distribuição de 100 caixas de água e 30 mil metros de mangueiras para famílias em situação de vulnerabilidade social. Destaca-se também a construção e ampliação de redes de água para mais de 120 famílias nas localidades de Portos Alves, Cerro dos Behling, Linha Morro Pelado, Linha Morro Agudo e Porto Agudo. Em diferentes localidades também, 85 fontes protegidas de água já foram construídas.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo