DestaqueEconomia

RECEITA FEDERAL. Veículos usados em crime são entregues para órgãos públicos. Valor: R$ 500 mil

Polícia, Brigada e três municípios da região foram os beneficiados em junho

Veículos entregues para Cachoeira do Sul serão utilizados para transporte de crianças com necessidades especiais (Foto Divulgação/RF)

Da Assessoria de Comunicação Institucional da Receita Federal

Na tarde desta quarta-feira, 29 de junho, a Receita Federal finalizou as entregas de veículos no mês de junho para órgãos públicos. Foram entregues um cavalo-mecânico e uma carreta semirreboque para a Prefeitura de Júlio de Castilhos, destinados pela Receita Federal. Tais veículos, em conjunto, foram avaliados em R$ 195.936,00.

No mês de junho também ocorreu a entrega de dois veículos para a Secretaria Municipal de Educação de Cachoeira do Sul, avaliados em R$ 52.000,00, que segundo a Secretaria serão utilizados para transporte de crianças com necessidades especiais, que não conseguem utilizar as vans comuns.

No dia 10 de junho foram entregues um carro de passeio Fiat Bravo ano 2011, e duas caminhonetes, sendo uma S10 ano 2003 e uma Ranger ano 2006 para a Prefeitura de São Gabriel. O valor total dos veículos foi estimado em R$ 137.000,00.

As forças policiais também foram contempladas, tendo a Polícia Civil recebido um Volkswagen Jetta, avaliado em R$ 70.950 e a Brigada Militar um veículo avaliado em R$ 52.000,00. 

A destinação somente é possível graças ao trabalho dos setores de vigilância e repressão ao contrabando e descaminho da Receita Federal. Dessa forma, veículos que estavam sendo utilizados em atividades criminosas passam a beneficiar a sociedade.

A Receita Federal informa ainda aos municípios que não haverá entrega de destinações durante o período de 2 de julho a 30 de outubro devido às restrições legais do período eleitoral. 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo