Arquivo

Família. Problema de Lula é dos grandões: um dos “filhos” vai ficar mal. E daí, o que fazer?

Não faz três dias e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou que Aldo Rebelo, do PC do B, e Arlindo Chinaglia, do PT, são seus “filhos”. A linguagem, claro, é figurada. O que ele pretendeu falar é que ambos são seus apoiadores, ou pelo menos fazem parte de partidos que estão com ele, no governo.

Se fosse assim tão simples… Mas não é. A discussão, se foi, hoje está longe de fraterna. E, pior, surgiu um primo, que pode tirar o pão da boca do filharedo. É improvável, mas já foi mais impossível, que o tucano Gustavo Fruet tire de um dos “filhos” a presidência da Câmara dos Deputados.

Em todo caso, agora ou mais adiante, o papai Lula terá um problemão dos grandes para resolver. E vai precisar ter uma conversa bem franca com o preterido. Quem fala disso, e até acredita que o “filho” triste a ser consolado pelo “pai” é Rebelo, é o comentarista Franklin Martins. Leia o que ele escreve em sua página na internet:

”Qual dos filhos de Lula precisa mais do pai?

É muito pouco provável que o deputado tucano Gustavo Fruet, cuja candidatura será confirmada pelo PSDB na próxima terça-feira, ganhe força bastante a ponto de disputar efetivamente a presidência da Câmara. Arlindo Chinaglia, do PT, continua franco favorito e, se a eleição for para segundo turno, seu adversário será Aldo Rebelo, do PCdoB.

Ou seja, qualquer que seja o desfecho do confronto, o próximo presidente da Câmara será um parlamentar da base governista. No entanto, Lula não tem motivos para soltar foguetes. Afinal, desde o início do processo, estava claro que a oposição não teria cacife para impedir a vitória de um aliado do governo e que eram nulas as chances de um azarão, como Severino Cavalcanti, atropelar por fora e vencer a corrida. Com Lula revigorado por uma expressiva vitória nas urnas e com a entrada do PMDB para o governo, o Palácio do Planalto estava com a faca e o queijo nas mãos.

Assim, a vitória governista já estava escrita nas estrelas. O que estava em jogo é se a eleição para a presidência constituiria um momento de afirmação da coalizão governista, reforçando-a para batalhas posteriores, ou se, ao contrário, ela esgarçaria a aliança, debilitando sua capacidade de ação. Está claro que prevaleceu a segunda hipótese.

Basta ler as declarações dos principais dirigentes do PCdoB e do PSB para se dar conta de que o ressentimento dos dois partidos é fortíssimo. Aldo Rebelo é um pote até aqui de mágoa. Com ou sem razão, ele acha que Lula não foi correto com ele. Estimulou-o a disputar a presidência da Câmara, disse que o apoiaria, deu a entender que faria Chinaglia desistir, mas, depois, não mexeu um dedo. Ao contrário, lavou as mãos. Na prática, tirou a escada, deixando Aldo pendurado na brocha. Resultado: socialistas e comunistas sentem-se desprestigiados pelo presidente e atropelados pela aliança entre o PT e o PMDB.

É claro que petistas e pemedebistas têm outra apreciação dos fatos. Para eles, Aldo foi arrogante no processo. Confiante de que o apoio do presidente liquidaria a parada, atropelou o PT, não se preocupando em construir junto com ele uma candidatura única. E, em seguida, atropelou também o PMDB, ao fechar um entendimento com o PFL antes de…”


SE DESEJAR ler a íntegra do artigo de Franklin Martins, pode fazê-lo acessando a página do jornalista na internet, no endereço http://www.franklinmartins.com.br/post.php?titulo=qual-dos-dois-filhos-de-lula-precisa-mais-do-pai.

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo