AI, AI, AI, AI, AI! Se ninguém cuidar, a situação será pior que a imaginada, no que toca à Copa

AI, AI, AI, AI, AI! Se ninguém cuidar, a situação será pior que a imaginada, no que toca à Copa - Wellington-Salgado

O notório Wellington Salgado é um , entre a meia dúzia de encrencados

Três deputados e três senadores – estes, inclusive, envolvidos em pelo menos três encrencas judiciais, todas ligadas a crimes financeiros. E sabem do que eles participam? Isso mesmo, de comissões montadas no Congresso para fiscalizar os recursos públicos a ser utilizados para obras ligadas à Copa do Mundo de 2014.

Com a ressalva de que nenhum do sexteto é gaúcho (o que é bom, embora não refresque), talvez fosse o caso de se tomar alguns cuidados adicionais. Afinal, sempre entendendo que ninguém é culpado até que seja julgado em última instância, sempre é bom levar em conta o dito segundo o qual à “mulher de César não basta ser honesta, tem que parecer”.

Dito isto, e para saber mais detalhes de tudo isso, sugiro a leitura de reportagem específica publicada pelo sítio especializado Congresso em Foco. O texto é assinado pelo jornalista Thomaz Pires. A foto é de Fabio Rodriguez Pozzebom, da Agência Brasil. A seguir:

Parlamentares da Copa são investigados por crimes financeiros

Os deputados e senadores indicados para as duas subcomissões de Acompanhamento Fiscalização e Controle dos Recursos Públicos da Copa em 2014, a ser sediada no Brasil, são nomes conhecidos da Justiça. Levantamento feito pelo Congresso em Foco revela que quatro entre os 18 titulares escalados para acompanhar o assunto no Congresso respondem a processos no Supremo Tribunal Federal (STF), um quarto do grupo de trabalho formado.

Entre os 36 membros, incluídos os titulares e suplentes, há seis acusados. Ao todo, são 12 denúncias em andamento oferecidas pela Procuradoria Geral da República (PGR). Nove delas referem-se a fraudes financeiras, como sonegação previdenciária, crime contra a ordem tributária, contra a Lei de licitações e o sistema financeiro nacional.

Os senadores e deputados das duas subcomissões vão fazer o acompanhamento dos gastos da Copa de 2014 e contarão com o apoio de auditorias do TCU. Eles ficarão encarregados em verificar contratos firmados entre empresas e governo estadual, governo federal, além de fiscalizar o andamento das despesas…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SAIBA AQUI QUEM SÃO OS PROCESSADOS E POR QUÊ

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens e artigos publicados pelo sítio especializado Congresso em Foco.



2 comentários

  1. Ricardo Bieri

    Caramba, quando expressei aqui no Blog, minhas severas críticas (principalmente quanto a Olimpíada do Rio em 2016, mas também com relação a Copa de 2014), a maioria quase que absoluta aqui do site, me acusou de, entre outros termos: ser “reacionário”, “do contra”, “anti-patrióta”, da “direita-rancorosa”, da “zelite” etc e tal. Eu dizia que antes de pensarmos em um evento “espetaculoso” e “espetacular” como estes (Copa do Mundo e Olimpíada), deveríamos pensar em resolvermos nossos gravíssimos problemas, tais como: Saúde Pública, Educação de Qualidade, Emprego, Moradia e Segurança Pública! Para os que me acusam de ser rancoroso e radical de extrema-direita,…”taí, o governo e os deputados de vcs”,…aí está a “Olimpíada” que vcs tanto aplaudiram,…”degustên-na” e BOM Proveito!

  2. Ricardo Bieri

    Continuo sendo terminantemente CONTRA a Olimpíada de 2016 no Rio (e também contra a Copa de 2014 no Brasil),…são eventos, que podem escrever e depois me cobrar até,…NÃO VÃO DAR CERTO e NOS TRARÃO mais problemas do que dividendos,…o “povo é quem vai acabar pagando a conta desta maléfica aventura”,…como sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *