PartidosPrefeituraSanta Maria

CONVENÇÃO. PP usa o debate interno para discutir a relação (ruim) com Schirmer

Farret e Schirmer: em política, há quem diga, aparência é tudo. Ou quase
Farret e Schirmer: em política, há quem diga, aparência é tudo. Ou quase

Até esta sexta-feira deverá estar pronta a relação com os integrantes da chapa única para o Diretório Municipal do Partido Progressista. A convenção está marcada para a tarde de domingo, no plenarinho da Câmara de Vereadores. A tendência, embora o próprio ainda relute, é que Marcelo Dalla Corte permaneça na presidência da sigla. Outro nome que surgiu, o de Renor Beltrami, foi rechaçado pelo próprio, com quem conversei no fim da tarde desta quarta.

O fato é que o PP está aproveitando a chance que tem, inclusive conversando com militantes potencialmente integrantes do Diretório, para discutir a relação do partido com a administração municipal. Há claro descontentamento com a forma como a agremiação é tratada, especialmente em relação ao vice-prefeito (e secretário de Saúde) José Farret. Progressistas entendem que o seu mais conhecido militante não é tratado como havia sido acordado antes do pleito de outubro passado.

É verdade que o desagrado tem sido tratado com cautela. E “responsabilidade”, como me disse um dirigente. Mas não se esconde mais o desconforto com a situação em que apenas um nome do governo é privilegiado, tendo 2010 como o objetivo estratégico. Nem mesmo a possibilidade de ampliação da presença do PP no governo chega a ser levada muito a sério. Afinal, segundo rumores que correram nos últimos dias, ao partido seria oferecida a Secretaria de Obras, hoje ocupada pelo peemedebista Haroldo Pouey – que não necessariamente sairia do governo. Há quem diga, a se confirmar a hipótese, que se trata de “presente de grego”. Afinal, ali não se ganha, mas se perde votos. Especialmente depois que o próprio prefeito afirmou não haver recursos para asfalto, pelo menos não este ano. Em síntese: o pessoal está brabo. Que ninguém pense, no entanto, em ruptura pública. Isso não. Ao menos por enquanto.

Em relação especificamente à formação do Diretório Municipal, há uma preocupação adicional: chamar de volta alguns históricos militantes hoje desgarrados. Esses, mais ex-presidentes, e os indicados por setores do partido, como a Ação da Mulher Progressista, a Juventude Progressista e a bancada na Câmara, é que deverão compor a nominata a ser conhecida até a manhã de sábado.

EM TEMPO: o nome do PP que seria chamado para o governo é o de Ony Lacerda. A direção do partido, porém, não havia sido consultada a respeito. Pelo menos até a noite desta quarta-feira.

OBSERVAÇÃO: a foto (de arquivo) que ilustra esta página é de Felipe Pires, da SCS da Prefeitura.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo