PrefeituraSanta MariaSegurança

DO LEITOR. Cidadão desabafa. Secretário não cumpre prometido e insegurança é rotina

O caso me parece bastante grave. Mas é só a minha opiniãozinha. Quem sabe você, leitor, julga o que escreve, em correspondência enviada nesta quinta-feira, 1° de outubro, ao sítio, o internauta Gardel Silveira. Confira a íntegra:

PACIÊNCIA TEM LIMITE, SR. SECRETÁRIO”

Como diz o ditado popular “paciência tem limite”. a minha expirou, pois há exatamente 130 dias após ter se reunido com o Secretário de Obras da Prefeitura de Santa Maria, Haroldo Pouey, em sua secretaria no dia 21 de maio do corrente ano e após alguns minutos de conversas ficou acertada sua visita a rua Ary Nunes Tagarra, o que não aconteceu até a data de hoje.

O que me levou a deixar de esperar pela sua visita foi o fato de que continuamos vivendo numa rua onde a qualquer momento podemos ser surpreendidos por viaturas da BM tiroteando contra ladrões, nas proximidades do SESC. Pois, como relatei ao secretário, existe um pequeno trecho da via em que não possibilita a passagem de carros pequenos devido a uma tela do SESC sobre a via.

Na reunião, relatamos ao secretário Haroldo que em conversa com Presidente do SESC, o mesmo demonstrou interesse em resolver o problema em recuar a tela, mas para isso teria que ter o aval do município. Na manhã de ontem (quarta, 30) por volta das 06:15, fomos acordados por barulhos vindos de armas de fogo. Ao total foram três disparos. Ao constatarmos o que estava ocorrendo nos foi informado que a BM conseguiu evitar um roubo de uma motocicleta (basta ler os jornais locais de hoje, quinta, 01.10 para ver a matéria do ocorrido) , onde o responsável pela tentativa frustrada acabou fugindo para os trilhos da ALL, sem ser apreendido.

Será que vamos ter que conviver com essa insegurança ainda por muito tempo, ou vai ser tomada alguma atitude quando algum morador for atingido por alguma bala? Acredito ser uma ação simples para evitarmos esses problemas de fugas por ali. Basta alargar um pequeno trecho da rua para, sim, contribuirmos para que o serviço da BM seja feito da melhor maneira possível,que é levar segurança à população! Estamos cansados de esperar por ações Sr. Secretário.

(a) Gardel Silveira

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

34 Comentários

  1. Dona Carmela, me apresento a sua pessoa como um filho de ferroviário, de familia operária e muito trabalhadora e honesta. Assim como o meu Pai sempre participei das lutas de classe. Para pensar como vc pensa deves ser proprietária de 100 quadras de sesmarias ou dona de uma industria ou dona de um banco! é lamentavél. Assina um Tecnico Agricola Operário!

  2. Criançada Medonha!
    Gardel & Carmela
    Já não é hora de todos vocês tomarem um “outro” tema como “divertimento” e “disputa ideológica”….eheheheheh!!
    Pro – Jovem, PSF, Colaboração para o Programa Social do Maciel, contratação do Mario Sérgio como treinador do Internacional, morte da grande cantora Mercedes Sossa, importância do Pré-Sal para o Brasil.
    Existe tanta coisa boa para ser lida e escrita.
    Um abraço para todos.

  3. Olá Carmela! Por que estás tão calada após o bombardeio de comentários em relação a minha pessoa. Manisfeste-se, de sua opinião novamente, cuide-se pra não tropeçar no seu orgulho: Isso é muito feio,vivemos em um tempo em que o preconceito é uma coisa retrógrada, mas mesmo assim te agradeço pelo tocke; Agora imagine se eu tivesse o teu nível cultural que deve ser altíssimo, acho que incomodaria muito mais. Lembre-se o nome Carmela não existe, tá dado o recado,fica bem amiga.

  4. Carmela caso vc esteja se sentindo ameaçada pelas palavas do meu ex colega de trabalho, Gardel Silveira, chama a Guarda Municipal que o atual prefeito prometeu formar para proteger os santa-marienses. O Gardel tem inteligência de sobra, um competência notável e é uma pessoa muito boa. E convenhamos, a maioria dos CCs que o prefeito colocaria no governo também não teriam curso superior, caso fossem chamados…mas como são desprovidos de inteligência, serviram apenas para carregar panfleto durante a campanha, pq até agora o novo prefeito não colocou nenhum de vcs lá dentro.

  5. Mal feito, é o jeito que é tratada a população de Santa Maria, serás que a “Carmela és realmente a Carmela”,ou seria a Carmelia que caiu do galho e deu dois suspiros e depois morreu? É meu povo realmente existe preconceito na atual administração, para eles somentes os que tem diplomas são os entendidos, o resto é o resto! A proposito não se fala mais em PROJOVEN E CONTRIBUIÇÕES NA CAMARA DE VEREADORES?

  6. Parabenizo a coragem do Sr. Gardel Silveira, pois como muitos, sou servidora municipal e não tenho a coragem que ele teve de expressar sua indignação contra a atual administração, dando nomes aos bois! Muitos usam nomes falsos e ele mostrou que não tem medo de expressar sua opinião, conheci o Gardel na Prefeitura, um rapaz sempre disposto a ajudar a todos e em todas as tarefas, por mais que fosse “CC” nunca se deslumbrou pelo cargo e sempre foi solidário e amigo a todos! Parabéns Gardel pela atidute e coragem que poucos de nós expressariamos, pois,como diz o ditado, temos que nos calar, para não sermos perseguidos, ou melhor “mandarmos para os cemitérios” como muitos são mandados!

  7. Se deve explicações a população de Santa Maria, então comece a explicar, pois sou cidadão santa-mariense e creio que mais de 90% dos leitores deste sítio também, inclusive o Promotor João Marcos Adede Y Castro.
    Se foi vítima de assédio moral, ainda está em tempo de denunciar às autoridades competentes.
    O que não dá pra esconder é o seu descompromisso com as atribuições inerentes a sua função pública. Ficar fazendo comentários maldosos contra pessoas que nem conhece em horário de trabalho é mal feito.

  8. ATENÇÃO, AMIGOS: estou acompanhando (inclusive porque libero os comentários) atentamente a movimentação de todos. Peço, cá do meu cantinho, sem querer me intrometer, mas sempre lembrando da nossa responsabilidade, que evitem acusações pessoais, pooor favor. O debate é ótimo e até a troca de farpas inteligente é bastante aceitável e contribui para o crescimento de todos. Mas não passemos disso, por favor. Um abraço e gratíssimo pela audiência a esse espaço democrático.

  9. E tem mais Carlos;…você está totalmente mal informado;…não trabalho na secretaria de Finanças, mas sim na de Mobilidade Urbana,…procura te informar melhor ok “KGB”?

  10. Passei oito longos anos sendo esculhachado por este “des”governo da estrelhinha-vermelha;…senti na carne o que é ser HUMILHADO e PERSEGUIDO por métodos que fazem lembrar os tempos da malfadada “STAZI” (Polícia Política da ex Alemanha Oriental). Fui acusado por uma idiota de uma ex chefa petista, de uma coisa que eu NÃO FIZ (em uma situação clara de ASSÉDIO MORAL). Portanto, fico horrorizado quando o simples comentário contraditório pode gerar tanto ÓDIO e PRECONCEITO!

  11. Respondendo aos senhores Carlos Andrade e “eros” (é isso mesmo o seu nome? Pra mim isto é nome de “motel”): Agora vocês vão controlar o meu horário? Se vcs se sentem prejudicados, façam o seguinte: “ME DENUNCIEM AO MINISTÉRIO PÚBLICO”; isto é claro; se tiverem CORAGEM e COMPETÊNCIA (que sinseramente, atributos que acredito que vcs não tenham) …porque é o seguinte: SÓ DEVO EXPLICAÇÕES A COMUNIDADE SANTAMARIENSE!

  12. Belas palavras as do senhor Gerri Machado (ex CC do governo Valdeci), só que são palavras inócuas e para “inglês vêr”, haja visto que no governo passado, a única coisa de concreta que a então (até que enfim extinta, haja vista sua total inutilidade) secretaria estraordinária de Assuntos de Segurança fez, foi criar cargos para a “companheirada”; pois não fizeram absolutamente NADA em termos de segurança pública!

  13. Dona Carmela, se a senhora não sabe, o preconceito é muito feio e a senhora foi deveras preconceituosa. O que vale não são os títulos acadêmicos, mas as vivências e os ensinamentos que as pessoas deixam. Fique certa que o Gardel pode não deixar para a Vitória diplomas e publicações (digo pode, pois ele tem uma vida inteira pela frente e ainda pode fazer o que quiser, inclusive frequentar os bancos universitários), mas vai deixar essa garra de lutar pelos seus ideais e uma história digna que, com certeza, ela contará com muito orgulho aos seus e a quem mais quiser saber.
    Dai.

  14. De fato, também conheço o sr. ricardo e sei onde trabalha e também o horário que deveria cumprir, no entanto tenho observado vários comentarios seus publicados neste e em outros sites em pleno horário de expediente.

  15. Carmela ou um cc do governo municipal que não quer aparecer?
    Carmela ou quem esta se escondendo só podemos responder com as palavras do Secretário Jorge Pozzobom MALLLLLLL FEITOOOOOO Aliás parem de falar do governo que saiu em dezembro. Porque agora é Schirmer e Farret.Parabéns Gardel por mostrar a cara!

  16. Ricardo, bonito é ficar escrevendo gracinhas em horário de trabalho. Tu pensas que não sabemos que trabalha na Sec. de Finanças da Prefeitura de Santa Maria e conforme os registros do teu comentário, neste horário deveria estar trabalhando em prol do povo santamariense?

  17. Trabalhei com o Gardel, dois anos na saudosa SECOM. Conheço o Gardel cidadão. Ele não precisa de defesa. Sua trajetória já o faz. O que assusta é o preconceito de alguns, que utilizando-se de argumentos elitistas, determinam tempo de estudo formal como qualidade inquestionável.. Diploma não encurta orelha. Além disso, desafio qualquer um a comparar os primeiros dias do governo Valdeci com os primeiros dias do governo Schirmer. Na ponta do lápis.

  18. Começo dizendo que li a polemica de uma reclamação do Gardel Silveira a quem posso chamar de amigo e grande companheiro. E quero salientar que sou petista e que fequento a casa do Gardel, mesmo que não mais do que quatro vezes por ano. Ele é pobre e petista assim como eu. Ele é humilde assim como eu. E tem uma das coisas que mais admiro no ser humano. Tem a capacidade de se indignar e de lutar por seus direitos e pelos direitos de seus filhos e vizinhos. Meu amigo e me permita que lhe chame assim Gardel, eu o admiro, pela capacidade que teve de superar os limites que nossa sociedade excludente tradicionalmente nos impõe e conseguiu ser um homem que consegue expressar em palavras escritas uma triste situação. Seria certamente melhor elogiar ao Secretario de obras do Municipio do que critica-lo e normalmente é o que as pessoas fazem com os politicos. Ao invés de critica-los eles os elogiam. Poucos são os que se expoem e colocam a cara para ser batidos em interesse dos outros. O Gardel agiu no instinto de pai da Vitoria, sua filha de 7 anos, e defendeu a Camila sua esposa e fiel companheira, em defesa da dona Norina, a mulher que lhe trouxe ao mundo e de dona Maria Luiza que é sua vó. Todas estas mulheres compõe uma familia e merecem a segurança. Merecem viver em um local sem acordar aos sobressaltos de tiros e correrias de policia e ladrões. Cabe a ele e somente a ele entender o que significa isso e dimensionar o que passou e o que sua familia passou. Portanto escrevo estas palavras para dizer que ninguém que não tenha vivido esta situação pode atacar de maneira tão vil um pai de familia que defende os interesses de seu lar. Minha solidariedade Gardel por defender a sua familia e a seus vizinhos e que deus lhe lucidez e coragem para continuar a reclamar a seus direitos, seja para o Secretario de Obras de Santa Maria, e que recebes o seu salario graças aos imposto que tu pagas,
    e se o Secretario não lhe atender reclame ao Prefeito, ao Governador, ao Presidente e ao Papa se for necessario.
    Os homens e mulheres de bem sejam do PT como eu ou de qualquer outro partido continuaram torcendo pela segurança da sua rua, de sua familia e de todos os que vivem situação como esta. Saiba que cada vez que faz uma reclamação aos responsaveis por governar e fazer os serviços publicos estás fazendo alguma coisa pelo meio em que você vive, estas fazendo pela tua Cidade e certamente construindo um Mundo melhor para vc, seus familiares, seus vizinhos e também para aqueles que lhe atacam e criticam. Tenho orgulho de ser seu amigo.

  19. Santa Maria vive a ditadura agora então. A população não pode mais reivindicar obras e serviços. É o cúmulo. E ainda tem mais três anos de desgoverno Schirmer. Não sei para que se candidataram. Tenho pena da minha Santa Maria.Até concurso falcatrua quiseram fazer para colocar os amigos na gestão. Que a Justiça tome providências.

  20. Sr Gardel Silveira; por gentileza, cite apenas uma obra ou uma realização, que você tenha feito durante os quatro anos que vossa senhoria ocupou o cargo de secretário (ou diretor, ou adjunto, ou qualquer coisa)durante a gestão do prefeito Valdeci Oliveira. Pode ser apenas uma realização,…se não for “pedir muito”.

  21. O que pouca gente sabe, é que o Gardel, mesmo integrando a Administração Municipal anterior, sempre lutou pela sua comunidade. Lógico que, estando dentro de um governo, ele tinha acesso às diferentes esferas, procurava diretamente os secretários e não se manifestava via imprensa. Acontece que, agora, ao que me parece, já é tratado com preconceito pela atual Administração, que vê, em qualquer manifestação dele, ataque político.
    Quanto ao questionamento sobre o grau de instrução dele, acredito que seja, sim, o autor dos textos que envia. Por conhecê-lo sei do seu esforço e da vontade de voltar a estudar, sei, ainda, que não é do tipo que não lê, não busca informações. Pelo contrário, é super bem informado.
    Até quando as pessoas serão analisadas pela titulação que têm? Sei que estudar é importante, se não acreditasse nisto, não teria cursado duas graduações, feito pós-graduação, nem estaria me preparando para Mestrado, mas não é só disto que são feitas as pessoas e seus ideais.
    Respeito à diversidade de opiniões e manifestações!
    Abraços
    Fabiane

  22. Sr.Getulio e Dona Carmela, se realmente esse é o seu nome, pois, eu tenho coragem de lutar e dou minha cara a tapa se for necessário, gostaria primeiramente de informa-lá que não fiz parte dos 8 anos da administração passada e sim 4 anos e 5 meses. Em segundo lugar não sou nenhum laranja de ninguém, pois,posso ter vindo de família humilde sim e até mesmo pobre, não tenho vergonha de falar isso para ninguém,pois, muitos me conhecem e são sabedores de minha trajetória politíca. Em terceiro lugar não sou nenhum semi-analfabeto, tenho o ensino médio completo e hoje se não estou cursando uma universidade é por opção própria, minhas palavras aqui datilografadas partem dops meus conhecimentos e aprendizado conquistados aos longos 4 anos na Secretária de Comunicação ao qual tive um grande aprendizado profissional tanto em escrever “bonito e fazer as coisas certas e BEM FEITAS”. Dona Carmela para esclarecer para a Sra.nunca fui Secretário de Municipío conforme relatou que fui por três meses no final do governo e fui sim com muito orgulho o responsável pela Secretaria quando o titular da pasta não se encontrava. Em quarto lugar vejo realmente a visão de direita que vcs tem, por que para vcs uma pessoa que venha de classes pobres jamais poderás ter o direito de saber falar, escrever e dar suas opniões,pois,acham que pobres só servem de “laranjas” como escreveu em suas próprias palavras acima! Sou de familía oriunda de pobreza sim, mas com muito orgulho de conquistar a sabedoria e inteligência que possuo, pois, pobre pode e deve lutar pelos seus direitos quando acha necessário. Em quinto e ultimo lugar Dona Carmela informo a Sra. que a rua a qual eu resido até os dias de hoje, antes do Governo passado era um beco estreito e que para um carro entrar, para sair somente de ré! E na administração petista tivemos uma rua aberta com colocação de pedras para não pisarmos mais em barro em dias de chuva e até mesmo a coleta de lixo começou a passar em frente a nossas residencias. Estamos tentando desde o ínicio da atual administração realizar a abertura de um pequeno trecho e até agora tudo é inviavél, será por que somos pobres e humildes e servimos de “laranjas” por isso não nos dão a atenção realmente devida ou será por não termos estudos conforme foi mensionado. Posso ser de família pobre sim, mas estudo e inteligência tenho de sobra para ensinar muitos que se dizem os intelectuais e sofisticados

  23. Que eu saiba, o Sr. Gardel nunca foi secretário do governo anterior, e sim foi citado numa matéria do DSM como um dos nomes prováveis se o titular saísse do cargo.
    Dona Carmela, vejo em suas palavras indícios de preconceito contra quem não teve oportunidade de estudar. Não sei qual a escolaridade do Sr. Gardel e acredito que ter diploma do ensino superior ou pós-graduação não é sinonimo de caráter ou de conhecimento ou ainda capacidade de escrever o que sente. Basta olhar o sucesso do presidente Lula, com 80% de aprovação popular e o reconhecimento internacional que jamais outro titular do cargo obteve.
    Reitero, é com tristeza que vejo o preconceito e o rancor que nos remete com seus escritos. Na certa deve ser mais um(a) representante da direita elitista e conservadora que não pode ver um homem do povo, que vem das classes inferiores se manifestar e tornar-se sujeito da sua própria história.
    Ao Sr. Gardel, meus aplausos pela coragem e determinação em defesa da sua comunidade.
    Vicente

  24. Lembrando que este leitor, sempre morou neste local, e nos ultimos 8 anos fez parte da administração do Prefeito Valdeci, pergunto : Estes problemas na rua são novos? O Leitor reclamante, todos devem lembrar foi secretário de comunicação nos últimos meses de governo. o que de fato surpreendeu muitos companheiros , pois todos conhecem o grau de escolaridade do mesmo, portanto sabem que estes textos não são escritos por ele por falta de capacidade intelectual, quem serve de laranja, serve para qualquer serviço.

  25. Claudemir estou residindo em São Paulo, mas sempre que posso tento me manter informado das noticias de Santa Maria através do teu site, saí daí em agosto desse ano, em busca de novas oportunidades de emprego,pois, cansei de ficar esperando pelas promessas de campanha dessa atual administração, lendo o que escreveu acima o internauta, não me espanto nem um pouco com a atuação da Prefeitura em tratar de assuntos, pois, agora já estão no poder e não precisam mais de nós, ou seja, não precisam até a próxima eleição, pois, 2010 está ái e logo logo vão bater em suas portas atrás de votos, na minha não por que não transferi meu titulo para cá inda! Mas é revoltante ver as pessoas desesperadas atrás de solução ou de uma resposta sobre seus anseios.

  26. O desabafo do leitor desse site, acredito ser a última esperança dele em tentar resolver o problema de sua rua,pois, as vezes somente indo para a imprensa para sermos ouvidos pelos governantes, creio eu que em breve irão resolver ou dizer que em breve estaram resolvendo, é viver para ver.

  27. Triste, mas já era esperado que o mar de promessas utópicas não fossem cumpridas. E a guarda-municipal que em seis meses estaria instalada? Mal feito é enganar a população, deixar todos esperando por uma solução simples e rápida.
    E a propósito cadê o saneamento que seria feito com R$ 500 mil?
    Quem prometia mudar o mundo não consegue, agora, mudar uma rua.

  28. Já escrevi em outro tema, sobre o movimento acontecido dias atrás contra a paralisação das obras do PAC, que a pressão popular é necessária, imprescindível para “movimentar a máquina pública”! Não estou pregando desordem, depredação de patrimônio público ou qualquer tipo de violência. Defendo a manifestação popular organizada como forma de mostras aos agentes públicos que suas decisões impactam diretamente no cotidiano dos munícipes. O desrespeito realizado pelo secretário de obras, conforme relatado pelo Sr. Gardel, mostra, infelizmente, a forma que alguns agentes públicos tratam as demandas da população. E então, o que fazer? Desistir e engolir a falta de palavra deste secretário e conviver diariamente com o problema apresentado? Creio que não!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo