ColunaObservatório

COLUNA OBSERVATÓRIO. Os R$ 300 milhões e os eixos do projeto da Travessia Urbana

Será na próxima sexta, dia 8. Com a participação da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Cacism), técnicos do governo federal, a começar pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte, Hideraldo Caron, e também com a presença do deputado federal Paulo Pimenta e, obviamente, do prefeito Cezar Schirmer, que será convidado de honra, a cidade conhecerá o projeto final da Travessia Urbana – urdido há pelo menos um ano, com a adesão de todas as partes citadas.

Dois fatos chamam a atenção. Um é o investimento: R$ 300 milhões, garantidos pelo Plano de Aceleração do Crescimento, e com licitações para o início da obra ainda neste ano.

Outro, os detalhes do projeto. São quatro os eixos em que se dividiu toda a proposta técnica, já aprovada.

1) Os 14 quilômetros do trecho entre o Castelinho e o trevo da Ulbra. Há pelo menos três conjuntos de viadutos, contemplando, por exemplo, a esquina da rua Duque de Caxias com a BR 158. Esse era o projeto inicial. Que, agora, tem outras três grandes obras.

2) Melhorias na Faixa Nova de Camobi, no trecho entre a BR 158 e a Base Aérea de Santa Maria.

3) Melhorias na BR 392, no sentido Santa Maria-São Sepé (o trecho seria de pelo menos cinco quilômetros). E

4) Melhorias na BR 158, entre o trevo da avenida Walter Jobim e o trevo alternativo de acesso ao bairro Tancredo Neves.

Cá entre nós, se trata de uma obra e tanto. E que pode resolver, em prazo curto, pelo menos a face, digamos, externa do enorme problema viário de Santa Maria.

Na próxima sexta, em reunião-almoço que ocorre no Restaurante Augusto, o projeto será apresentado à comunidade. Uma boa notícia, com toda a certeza.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Bom dia.
    Havia na Rádio Guaiba um programa do Flávio Alcaraz Gomes na década de 70, BEM DEPOIS DE 2001. Para quando será esse 300 milhões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo