ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Passados 11 anos, só três políticos que se candidataram estão aí. Um, aposentado. E…

Não custa lembrar

Em 27 de abril de 2002:

“* A antítese do barulho, do ruído. Assim tem sido a campanha de pelo menos dois entre os candidatos favoritos a uma vaga na Assembleia Legislativa. No caso, José Farret, do PPB, e João Luiz Vargas, do PDT. Ambos se esfalfam, silenciosamente, no derredor de Santa Maria.

* Já outras postulações ao Palácio Farroupilha, como as de Sirlei Dalla Lana, do PL, e Manoel Badke, do PFl, são mudas. Tanto que dão a impressão de serem de mentirinha. Deve ser só impressão.

* Esquenta a candidatura Vicente Paulo Bisogno à Câmara Federal. O jornalista, e ex-vereador, inclusive ex-presidente do Legislativo, tem feito consultas nas mais diversas áreas.”

Hoje:

Passados exatos 11 anos, e antes de mais nada, informação: dos cinco citados, só dois se elegeram. Exatamente os que mais se mexeram: Farret (46.380 votos) e Vargas (35.75).

E agora, quando falta um ano para o próximo pleito? Só dá pra garantir, mesmo, que Badke concorre. É o que ele diz desde 28 de outubro. Por que duvidar?

Os demais? Sirlei e Bisogno estão aposentados da política partidária. Portanto, estão fora. Vargas também. Ele trata é de ser inocentado na Operação Rodin. Farret é a única dúvida relevante. Afinal, parte importante do PP (majoritária?) gostaria de vê-lo concorrendo outra vez. Cá entre nós, é isso hoje bastante improvável. Hoje!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo