EstadoJudiciário

JUDICIÁRIO. Santa-mariense é mais votado em lista sêxtupla da OAB, para vaga de desembargador no TJ

Como este sítio DIVULGOU, com primazia, há exatamente 10 dias, um santa-mariense pode virar desembargador no Tribunal de Justiça do Estado, por conta do chamado “quinto constitucional” – a vaga que é destinada aos advogados. No caso, Sérgio Blattes – que era um dos 14 inscritos como postulantes, na seção gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil.

Uma etapa foi ultrapassada hoje. Blattes, que foi o mais votado, está na lista sêxtupla. A próxima etapa será em fevereiro, quando o o próprio Tribunal de Justiça, dentre os seis escolherá três. O trio será enviado ao governador Tarso Genro, encarregado da nomeação. Acompanhe mais detalhes, no material publicado não faz muito pelo Espaço Vital, sítio especializado em questões jurídicas. A seguir:

Cinco homens e uma mulher na lista sêxtupla da OAB-RS

Foi de tamanho menor do que era inicialmente esperado a lista de advogados que se inscreveram na OAB-RS como interessados na vaga de desembargador no TJRS, destinada ao quinto constitucional.

Participaram 12 homens e uma mulher. Um deles ocupará a vaga aberta com a aposentadoria do desembargador Genaro Baroni Borges,

A votação foi feita neste sábado (14),  em sessão extraordinária do Conselho Seccional, decidida já no primeiro escrutínio.

Os escolhidos para integrar a nominata que será submetida ao TJRS foram: Sérgio Blattes (56 votos), Ana Paula Dalbosco (47), Gilberto Koenig (46), Nelson Fensterseifer (46 ), Paulo Moreira de Oliveira (45) e Igor Koehler Moreira (33  ).

O Órgão Especial do TJRS, em sessão a ocorrer em fevereiro próximo (provavelmente no dia 17) escolherá três. Destes, o governador Tarso Genro (PT) fará sua escolha pessoal de um só, que será nomeado desembargador…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. O Adogado Sérgio Blattes é profissional de militância honrada e tradicional, agraciado com a Comenda “Carlos Maximiliano” pela OAB local, cuja indicação fora acatada em regime unânime por nosso Conselho. Tem nossa fé pessoal e institucional. Penso que o Judiciário Gaúcho necessita de seu conhecimento técnico e de sua perspetiva jurídica. Se surpresa sobrevier, será para melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo