AssembleiaCâmara de VereadoresCidadaniaEducaçãoEstadoPolíticaPrefeituraSaúdeTrabalhoTransporteUFSM

LUNETA ELETRÔNICA. Guerra e ATU, Ministros fora, Pozzobom, sem necropsias nem CIs, contra o HPV…

* Se depender do Boletim Legislativo 04/2014, que traz a Ordem do Dia para a sessão desta quinta, da Câmara, só mesmo eventuais debates na tribuna, para haver emoção.

* Conforme o documento, apenas dois requerimentos estarão em votação. E serão aprovados, claro. Um é moção de agradecimento, outro de pesar.

* Assim, resta, quem sabe, como ingrediente para discussão, a manifestação, na Tribuna Livre, do presidente da Associação dos Taxistas de SM, Volmar Pedrozo de Arruda.

* Assim, a principal nota surgida no parlamento surgiu nesta quarta. O edil petista Luciano Guerra protocolou pedido para ter acesso a cópia do contrato entre Prefeitura e Associação dos Transportadores Urbanos (ATU), para implantação do Sistema Integrado Municipal

* O objetivo declarado pelo vereador é analisar “se o contrato está sendo efetivamente cumprido entre as partes”. Guerra quer também uma subcomissão.

* O organismo, a ser criado na Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, serviria para tratar sobre o Transporte Público na comuna. Mmmmm… Isso poderá render. Ou não.

* Não são apenas vereadores ou dirigentes de entidade, como você leu ontem, AQUI, que terão que se desincompatibilizar, se desejarem concorrer a cargo eletivo em outubro.

* O governo federal também ficará desfalcado de um punhado de ministros. Há, inclusive, três gaúchos na relação. Devem se retirar os ministros Maria do Rosário (Direitos Humanos), Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário) e Teresa Campello (Desenvolvimento Social.

* A diferença, entre eles, é que Maria do Rosário e Pepe Vargas voltarão à Câmara dos Deputados, enquanto Teresa irá direto para a campanha, pois não tem mandato.

* Servidores do Instituto Geral de Perícias do RS param nesta quinta. É uma forma de pressionar o governo por melhores salários. Eles querem reposição semelhante à recebida por Brigada Militar, Polícia Civil e Superintendência de Serviços Penitenciários.

* Com isso, alguns serviços serão prejudicados. Entre eles, o que atinge mais gente é a não confecção de carteiras de identidade em todo o Estado.

* Mas não é só isso: o atendimento em locais de crimes só acontecerá em casos de morte. Exames de necropsia e lesões corporais objetos de ocorrências policiais registradas não terão continuidade. Tudo volta ao normal na sexta.

* Em aparte ao Grande Expediente desta quarta, na Assembleia, o deputado Jorge Pozzobom tratou da Campanha da Fraternidade, evento católico que vai até a Páscoa.

* A Campanha, neste ano, tem como tema “Direitos Humanos na Luta contra o Tráfico Humano”. Para o líder tucano, a vulnerabilidade social é um dos principais agravantes do problema e a questão familiar é o principal ponto a ser fortalecido.

*  “A responsabilidade começa dentro de casa, nos pais, nas mães. Alguns pais e mães têm o péssimo hábito de achar que tudo será resolvido dentro das escolas”, salientou.

* Ele encontrou um jeito de incluir a crítica política numa manifestação religiosa. Deu a entender que os medicos cubanos do “Mais Médicos” são objeto de trabalho escravo, para “sustentar a ditadura cubana”.

* Questionou Pozzobom: “É justo? É preciso fazer essa reflexão sem cunho político-ideológico”, completou.

* Os servidores técnico-administrativos das instituições federais de ensino superior prometem entrar em greve a partir do próximo dia 17, em todo o país.

* No entanto, DECLAROU dirigente da Fasubra nesta quarta, à Agência Brasil, isso não acontecerá, caso “o governo decida pelo cumprimento total do acordo de greve de 2012”.

* Nestas quinta e sexta, a entidade que representa os servidores se reúne com integrantes dos ministérios da Educação e do Planejamento com a intenção de fechar esse acordo.

* A partir de 10 de março, escolas públicas e privadas do município desenvolvem ações de prevenção ao câncer de colo de útero, através do Programa Nacional de Imunização.

* O objetivo é introduzir a vacina quadrivalente contra o papilomavírus humano (HPV) no Sistema Único de Saúde (SUS). A vacinação tem como objetivo prevenir o câncer do colo de útero, segunda principal causa de morte por neoplasia entre mulheres no Brasil.

* A vacinação vai de 10 de março a 11 de abril e está restrita a meninas entre 11 e 13 anos. Para saber mais sobre o vírus HPV e o câncer de colo de útero, acesse AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Os nossos Edis, deveriam estar loucos para voltar ao trabalho, pois jã chegaram a todo o vapor, é moção pra la é moção pra todo lado que loucura como trabalham esses vereadores tenho peninha deles.

  2. A má gestão é uma das principais causas de tragédias.
    Somente com a apuração total de todos os que podem ter “colaborado” para acontecer a tragédia é que teremos uma prevenção efetiva sendo feita por outros executivos públicos e privados. Não conseguiremos a prevenção somente com leis mais duras e técnicas mais eficientes, mas também com a apuração das causas e as medidas para evita-las. Uma delas é: Quem for omisso em relação a Segurança contrariando a lei com relação as suas funções e obrigações deve investigado seja quem for e punido se contribuiu na sucessão de eventos que levam a uma tragédia. Isso já devidamente demonstrado por especialistas e estudiosos das causas de tragédias. A má gestão pública ou privada. A sucessão de eventos deve ser investigada em todos os níveis para que o resultado traga melhorias na prevenção e evitem outras tragédias. O exemplo serve para que outros (omissos) saibam e sintam o peso da lei. Não basta só ter dolo para ser punido, o negligente, omisso, desinteressado, inconsequente também deve ser devidamente investigado e se foi um elemento na cadeia de eventos que não coibiu os atos ilícitos, é também culpado. A diferença do Dolo, ou Dolo eventual, mesmo o Culposo não é isento de punição. O exemplo da investigação dirá o quanto a não intenção é movida por descaso ou interesses escusos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo