ÚLTIMAS TROCAS. Berzoíni na articulação política de Dilma. Ideli assume secretaria dos Direitos Humanos

ÚLTIMAS TROCAS. Berzoíni na articulação política de Dilma. Ideli assume secretaria dos Direitos Humanos - berzoini

Berzoíni e a tarefa: rearticulação com a base

Por força da legislação eleitoral, Maria do Rosário deixa a pasta de Direitos Humanos. Ela se desincompatibiliza, volta à Câmara dos Deputados e pretende reeleger-se em outubro. Mas também, é o que se avalia, foi uma mão na roda para a presidente Dilma Rousseff, que tem colecionado derrotas por conta da articulação política, digamos, desajeitada da titular do posto, Ideli Salvatti.

Assim é que, aproveitando a ocasião, a catarinense vai para a secretaria (com status de ministério) que Rosário ocupava e, em seu lugar, assume o deputado federal Ricardo Berzoíni. Este terá a missão de melhorar as relações do governo com sua base, no Congresso.

Os ministros, um novo e outra deslocada, serão empossados na terça-feira. Para saber mais, acompanhe material originalmente publicado no sítio especializado Congresso em Foco. A foto é da Agência Câmara de Notícias. A seguir:

Eleições: Dilma põe Berzoni no lugar de Ideli

A presidenta Dilma Rousseff anunciou nesta sexta-feira (28) que o deputado federal Ricardo Berzoini (PT-SP) vai assumir a Secretaria de Relações Institucionais no lugar de Ideli Salvatti, que substituirá a ministra Maria do Rosário na pasta dos Direitos Humanos.

Rosário deixou o cargo para disputar as eleições de outubro. Em nota, a presidente agradeceu a “dedicação, competência e lealdade” de Maria do Rosário e disse ter “certeza de que ela continuará dando sua contribuição ao país”.

Ideli Salvatti e Ricardo Berzoini devem tomar posse na próxima terça-feira, às 11 horas, no Palácio do Planalto.

Ex-presidente do PT e ex-ministro do Trabalho e da Previdência, o deputado bancário e sindicalista vai comandar a pasta responsável pela intermediação entre governo e Congresso em um momento em que se discute a criação da CPI da Petrobras e as alianças regionais para as eleições…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *