ComportamentoCrônicaCultura

MACONDO. Mesmo sem nome, a cidade da obra de Garcia-Márquez sobrevive, jura e explica Atílio Alencar

chamada atílio“….A aldeia resiste. A Macondo sem cabresto se atualiza nas marchas por direitos, nas ocupações, nos gestos clandestinos que recusam a prata miserável com a qual nos querem comprar a ternura; também nas cidades que duram a fagulha de uma paixão. Assim que a aldeia resiste em todas as línguas do mundo. Seu nome pode ser eventualmente esquecido durante um longo período de insônia, amassado por golpes de cinismo, soprado pelos ventos da infâmia. Mas não pode morrer: está ali, pronto para renascer no céu da boca como uma estrela intermitente.

Disseram que García-Márquez, o homem que nos ensinou o caminho até Macondo, morreu neste ano de 2014. Não acreditem nisso. Um homem que se deixa conduzir de mãos dadas com a própria poesia, só pode estar vivo em todo lugar. Mesmo que…”

CLIQUE AQUI  para ler a íntegra da reportagem “Mesmo que nenhum lugar se chame Macondo”, de Atílio Alencar. Atílio é graduado em História pela Universidade Federal de Santa Maria, atualmente trabalha com gerenciamento de mídias sociais e colabora com veículos de comunicação livre. Suas opiniões e críticas exclusivas estão disponíveis neste sítio todas as quartas-feiras.

OBSERVAÇÃO: a foto (de Garcia-Marquez) que ilustra esta nota é uma reprodução obtida na internet.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo