ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. De repente, Presidente do Tribunal de Justiça vira Governador. Não é inédito, mas é raro

Luneta

Não chega a ser inédito, mas é raro: o governador do Estado, a partir do dia 21, até 5 de outubro, será o desembargador José Aquino Flores de Camargo.

Trata-se do presidente do Tribunal de Justiça do Estado e que assume o lugar de Tarso Genro – em licença não remunerada, para se dedicar integralmente à campanha eleitoral.

O vice, Beto Grill, também é candidato e em licença, e o presidente da Assembleia Legislativa, Gilmar Sossella, que busca a reeleição, estão legalmente impedidos.

Vem aí três semanas que têm tudo para ser eletrizantes – para usar um termo antigo, mas bastante apropriado ao que se verá e escutará nos próximos dias.

Com um quadro estabilizado no plano majoritário (já se sabe, inclusive, quem tem café no bule), a emoção desloca-se para a disputa proporcional.

Convicção claudemiriana: a cidade e a região serão objeto de desejo (e presença) de muitos candidatos a deputado (estadual e federal) nos próximos dias.

A 39ª edição da Feira da Primavera, neste sábado, tradicional promoção da Arquidiocese católica de Santa Maria, é um ato afirmativo da economia solidária.

E é, também, a reafirmação do trabalho fundamental produzido pelo Banco da Esperança e do Projeto Esperança/Cooesperança, fomentadores do evento.

É importante que ocorra algum tipo de entendimento entre tradicionalistas, bombeiros e prefeitura, para que o brilho da Semana Farroupilha (desfile inclusive) seja mantido.

Todavia, parece óbvio que não há civilização sem regras. Portanto, que, no momento do acordo, dentro do bom senso adequado, elas não sejam também postas de lado.

Você pode seguir o colunista no Twitter (@claudemirpe), curtir sua página no Facebook (www.facebook.com/siteclaudemirpereira) e ler o site www.claudemirpereira.com.br. Ah, igualmente pode ouvi-lo, às 7h30 e ao meio dia, na Antena 1.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo