PartidosPolítica

PARTIDOS. Aécio entrega PSDB gaúcho a Marchezan e isola Pozzobon – que vai se voltar para Santa Maria

Pozzobom, a depender de seus apoiadores mais próximos, deverá se voltar para a disputa local (foto Stephanie Gomes/Divulgação)
Pozzobom, a depender de seus apoiadores mais próximos, deverá se voltar para a disputa local (foto Stephanie Gomes/Divulgação)

Conclusão da semana: Não é só o governo da Venezuela que age ditatorialmente.” A observação, retirada na íntegra de comentário feito no Feicebuqui por militante importante do PSDB de Santa Maria, apoiador de Jorge Pozzobom, dá bem a medida do que sentiram os ligados ao deputado estadual, na sua disputa interna com Nelson Marchezan Júnior pelo comando do partido no Rio Grande.

A alusão à viagem de Aécio Neves, presidente nacional tucano, à Venezuela, e aos supostos incômodos sofridos pelo senador, não é despropositada – no ponto de vista de Pozzobom. Afinal, foi Aécio que assinou as duas resoluções que, primeiro, MANDARAM  às cucuias a Convenção Estadual da sigla marcada para este domingo e, segundo, NOMEARAM  justamente o principal oponente, Nelson Marchezan Júnior, como o presidente da Comissão Provisória – sem um só apoiador do deputado santa-mariense.

Ainda que a mídia tradicional tenha ignorado solenemente esse forrobodó, acompanhado pelo sítio desde seus primórdios, há mais de dois meses, o fato é que o tucanato gaúcho está em chamas. Do que vai resultar ainda não se sabe, na medida em que os dois lados, que apenas simulavam confraternização, passaram à guerra aberta e, agora, decidida em favor de Marchezan por influência direta de Aécio Neves.

Quem passa a comandar o PSDB gaúcho, conforme a resolução 023/215, assinada por Aécio Neves
Quem passa a comandar o PSDB gaúcho, conforme a resolução 023/215, assinada por Aécio Neves

Os bastidores são recheados de ações, inclusive judiciais, afora os confrontos burocráticos internos, e muitas palavras que não podem ser escritas – pois dificilmente seriam assumidas pelos contendores, de tão duras e até agressivas que são. Mas, e o futuro?

Um líder fundamental do PSDB em Santa Maria, ouvido por este editor ainda no sábado, via pelo menos um lado positivo: os tucanos locais se recolherão à boca do monte e tratarão apenas da questão santa-mariense. Que é exatamente viabilizar a candidatura de Jorge Pozzobom a prefeito e, sobretudo, vencer o pleito.

O Estado? Este é de Marchezan Júnior, ao que tudo indica.

CONFIRA AS DUAS RESOLUÇÕES QUE DECIDIRAM O RUMO IMEDIATO DOS TUCANOS: AQUI E AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Esquerda e suas "tiradas inteligentes". Pelo que se sabe não tem nenhum tucano "na gaiola", logo a comparação com a Venezuela não procede.
    Em 2012, o PT interviu no diretório de Recife e impôs Humberto Costa como candidato. João da Costa havia derrotado Maurício Rands nas prévias e seria candidato à reeleição. Teve um racha no partido, o PSB acabou lançando candidato próprio e levou a eleição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo