Santa MariaTragédia

NÃO CUSTA LEMBRAR. “Janeiro 27” comovia em Gramado. Agora, longa metragem, vai para a Itália

Confira a seguir trecho da nota publicada na tarde de 12 de agosto, terça:

JANEIRO 27. Lançamento do filme sobre tragédia da Kiss comove Gramado e repercute na mídia nacional

Uma pausa na mostra competitiva da 42ª edição do Festival de Gramado foi momento de muita emoção, ontem à noite, na serra gaúcha. No Palácio dos Festivais houve a primeira exibição nacional do documentário “Janeiro 27”, dirigido por Luiz Alberto Cassol Paulo Nascimento. Afora a sensibilidade óbvia, pelas circunstâncias todas, houve imediata repercussão na mídia nacional.

Abaixo, você tem um trecho do texto de Luiz Zanin, crítico d’O Estado de São Paulo, na edição online do jornal. E, lá embaixo, tem também o linque para reportagem de Rafaella Fraga, publicada no G1, o portal de notícias das Organizações Globo. Acompanhe:

Diário de Gramado 2014 – Tragédia de Santa Maria comove festival

 O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), deixou 242 mortos e mais de 600 feridos na madrugada de 27 de janeiro de 2013. Essa tragédia é tema do documentário Janeiro 27, de Luiz Alberto Cassol e Paulo Nascimento. A exibição do filme, na presença de pais das vítimas, foi muito comovente. Cassol disse, antes da projeção, que havia morado em Santa Maria (assim como o outro diretor, Paulo Nascimento) e se sentia na obrigação de fazer esse filme. O propósito é claro, tanto por parte

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI  

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, o documentário foi acrescido com novos depoimentos de familiares de vítimas, entre outros, ganhou mais 20 minutos, virou longa metragem e será mostrado em festival latino americano que acontece em Trieste, na Itália.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo