Política

POLÊMICA. Ex-presidente da República, FHC, admite que usou empresa para bancar jornalista no exterior

POR MAIQUEL ROSAURO

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) entrou em uma grande polêmica esta semana. Além de ver exposto pela mídia um caso extraconjugal que teve nos anos 90 com a jornalista Mirian Dutra, FHC admitiu ter usado uma empresa para bancar a amante no exterior. Confira na matéria do Correio do Povo:

FHC admite ter pago mesada no exterior para jornalista

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou nesta quinta-feira, existir um contrato feito “há mais de 13 anos” com a Brasif S.A. Exportação e Importação, empresa que, segundo a jornalista Mirian Dutra – com quem o tucano teve uma relacionamento extraconjugal nos anos 1990 – foi usada para repassar uma mesada de US$ 3.000 mensais a ela entre dezembro de 2002 e dezembro de 2006.

O tucano, no entanto, disse não ter condições de se manifestar sobre os detalhes até que a empresa preste esclarecimentos sobre o assunto.

Mirian afirmou ao jornal Folha de S.Paulo que um contrato fictício de trabalho com a Brasif era usado para repassar a mesada. A empresa foi concessionária das lojas duty free nos aeroportos brasileiros nos anos 1990 e atualmente atua em diversos segmentos.

“Desconheço detalhes da vida profissional de Mirian Dutra. Com referência a empresa citada no noticiário de hoje (ontem), trata-se de um contrato feito há mais de 13 anos, sobre o qual não tenho condições de me manifestar enquanto a referida empresa não fizer os esclarecimentos que considerar necessários”, disse o ex-presidente.

CLIQUE AQUI para ler a matéria na íntegra.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo