EducaçãoUFSM

NÃO CUSTA LEMBRAR. Em que nível não se sabia. O certo, porém, é que seria um ano difícil para a UFSM

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 12 de julho de 2015, domingo:

CONFUSÃO. Certo é o corte no custeio na Pós da UFSM. A partir daí há grande desencontro numérico

De tudo o que se leu, ouviu e viu, nos últimos dias, há apenas uma certeza: há um corte de custeio geral, nas Universidades Federais de uma forma geral e na UFSM em particular, na casa dos 10%. Não é pouca coisa, mas também não chega a ser uma catástrofe.

A partir daí, porém, há muita confusão. Sobretudo pelas versões desencontradas surgidas no interior da instituição. Algo houve, na cadeia de comando, que criou a lambança toda em torno do percentual de cortes que atinge a pós-graduação.

Quem talvez melhor tenha se saído na tentativa de explicar foi mesmo a assessoria de imprensa da Seção Sindical dos Docentes. Há uma informação inicial, absolutamente preocupante, saída na quarta-feira, da reitoria da UFSM. Na sexta veio nova versão. Que se não chega a ser tranquilizadora, é infinitamente menos tenebrosa que a anterior…

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI  

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, a situação não é exatamente maravilhosa. Longe disso, aliás. Os recursos escassearam. Muito longe do nível da inviabilização, mas, ao contrário de dois anos ou mais passados, mar de rosas é que não é, na maior instituição da cidade.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo