LUNETA ELETRÔNICA. Doação a famílias com casas incendiadas, basta de racismo, Instituto Farroupilha

LUNETA ELETRÔNICA. Doação a famílias com casas incendiadas, basta de racismo, Instituto Farroupilha

LUNETA ELETRÔNICA. Doação a famílias com casas incendiadas, basta de racismo, Instituto Farroupilha - luneta-incêndio

Alimentos entregues nesta quinta, pelo Núcleo Permanente de Arrecadações e Doações para Pessoas Carentes (foto João Vilnei/AIPM)

* A Prefeitura realizou, na manhã desta quinta, doação de 144 kg de alimentos e 24 litros de leite para três famílias atingidas por incêndio no Alto da Boa Vista, Bairro Nova Santa Marta, na tarde de quarta.

* Os alimentos, INFORMA a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, haviam sido arrecadados e armazenados pelo Núcleo Permanente de Arrecadações e Doações para Pessoas Carentes do Município, criado sob a coordenação do Gabinete do Vice-prefeito.

* De acordo com a coordenadora do Núcleo, Márcia Paim, no momento a Prefeitura não dispunha de roupas e móveis para ajudar as famílias atingidas. Por isso, foram doados somente alimentos.

* O núcleo é recente. Por isso, disse Márcia, “não temos nada além de alimentos”. Mas, tão logo o prefeito e o vice souberam do que aconteceu, pediram que “fizéssemos a doação de alimentos e para que colocássemos a Prefeitura à disposição para o que fosse possível e necessário”, destacou.

* O Diretório Livre do curso de Direito (DLD) da UFSM promove, nos dias 21 e 22, a atividade “Racismo Basta: diálogos sobre resistência e representatividade dos negros e negras no Brasil”.

* Os debates dão continuidade às ações de combate ao racismo na Universidade e integram a programação alusiva ao Mês da Consciência Negra. O evento será realizado no Auditório da Antiga Reitoria, a partir das 18h30.

* Na terça, 21, o tema será “Discurso de ódio e reflexos no psicológico da população negra”, com a participação da professora do curso de Direito da UFSM Rosane Leal da Silva e da psicóloga Gieri Toledo Alves. Encerrando a noite, o Coletivo Negressencia fará uma intervenção artística.

* Na quarta, 22, os painelistas serão a coordenadora do curso de Direito da Fapas, professora Deborá Evangelista, e os pesquisadores da UFSM João Heitor Silva Macedo, doutorando em História, e Maria Rita Py Dutra, doutoranda em Educação.

* O acesso aos debates é gratuito e as inscrições serão feitas no local. A organização pede, porém, que cada participante leve 1 litro de leite para doação a entidades carentes.

* Para os participantes com no mínimo 75% de presença, será emitido certificado de 10h. O evento conta com o apoio do Departamento de Direito da UFSM e da Pró-Reitoria de Extensão e da ASSUFSM.

* O editor recebeu email da secretaria de comunicação do Instituto Federal Farroupilha, com observações acerca da nota “”Região Oeste da cidade é cotada para receber um campus de Instituto Federal” (AQUI).

LUNETA ELETRÔNICA. Doação a famílias com casas incendiadas, basta de racismo, Instituto Farroupilha - luneta-iffar* Uma das observações: o nome da Chefe de Gabinete da Reitoria, diferente do publicado, é Ângela Marinho (foto ao lado, de Maiquel Rosauro). Outra: não é o único IF da Rede Federal “que não possui campus na cidade em que se localiza a reitoria”.

* Conforma a Comunicação do IFF, são 12 mil alunos, “mas a distribuição não é equitativa entre os campi (portanto, não são 1,2 mil alunos por campus; o quantitativo varia entre as unidades).”

* Diz também o email:  temos quatro processos seletivos com inscrições abertas no momento (cursos de especialização até 30/11, cursos superiores em Licenciatura em Educação do Campo até 30/11, cursos técnicos subsequentes até 03/12 e cursos técnicos na modalidade Proeja até 14/12.”

* Por fim, a correspondência eletrônica dá conta que “os cursos técnicos se subdividem em cursos técnicos integrados, concomitantes e subsequentes.”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *