TRÂNSITO. Audiência pública do Cetran aqui para o debate de propostas que ajudem a reduzir acidentes

TRÂNSITO. Audiência pública do Cetran aqui para o debate de propostas que ajudem a reduzir acidentes - prefeitura-audiência-trânsito

Audiência Pública promovida pelo Cetran-RS foi realizada na Fadisma e discutiu propostas para oferecer maior segurança no trânsito

Por ANA BITTENCOURT (texto) e JOÃO ALVES (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Na manhã desta quarta-feira (20), gestores, pesquisadores e representantes de entidades das áreas de Trânsito e Mobilidade Urbana participaram da Audiência Pública Regional “Qual é o trânsito que você quer no Rio Grande do Sul”. Santa Maria é a quinta cidade gaúcha escolhida para receber o evento, promovido pelo Conselho Estadual de Trânsito (Cetran-RS) com o objetivo de debater e propor medidas para a redução de acidentes. As atividades ocorreram no auditório da Faculdade de Direito de Santa Maria (Fadisma).

A Prefeitura de Santa Maria esteve representada pelo secretário de Mobilidade Urbana, João Ricardo Vargas, pela secretária de Educação, Lúcia Madruga, pelo superintendente de Trânsito e Transportes, Adão Lemos, e pelo presidente da Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI), Silvio Souza. O prefeito Jorge Pozzobom participou da abertura do evento e destacou a importância da educação e do cumprimento das leis para reduzir o número de mortes no trânsito.

“Acredito que nunca tivemos a realização de tantas blitzes educativas como temos atualmente, em prol da segurança de pedestres e motoristas. Na Secretaria de Mobilidade Urbana, temos um corpo técnico que trabalha para enfrentar os problemas que toda cidade do tamanho de Santa Maria tem, mas não podemos esquecer do papel de cada motorista e de cada pedestre no cumprimento das leis para um trânsito mais pacífico”, afirmou o chefe do Executivo.

O presidente do Cetran-RS, Luiz Noé, enfatizou a importância do tema para a sociedade e destacou a realização de seminários em seis cidades gaúchas, em atendimento à Lei Federal nº 13.614/2018, que instituiu o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans).

“Durante as audiências públicas já realizadas em Santo Ângelo, Caxias do Sul, Porto Alegre e Pelotas, procuramos reunir painelistas que provoquem o debate sobre trânsito consciente e pensem em soluções de forma conjunta. Depois de Santa Maria, este evento ocorrerá em Passo Fundo, no mês de julho. São seis audiências públicas com perfis diferentes e promovidas de acordo com o comportamento cultural de motoristas e pedestres de cada região”, explicou Noé.

“É fundamental discutirmos a prevenção e redução de mortes e acidentes no trânsito. Os desafios da Mobilidade Urbana de Santa Maria passam, de forma direta, pela educação e mudança de cultura”, concluiu o secretário de Mobilidade Urbana, João Ricardo Vargas.

Durante a audiência pública, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RS) divulgou um documento contendo a análise dos acidentes fatais da região de Santa Maria entre 2010 e 2017. O relatório pode ser conferido neste link.

Os debatedores destacaram ainda que, em dez anos, a meta do Pnatrans é reduzir o índice de mortes no trânsito em pelo menos a metade, tomando como base as estatísticas de 2018. No site do Pnatrans, o cidadão pode participar de uma pesquisa sobre trânsito. As opiniões serão coletadas para a elaboração conjunta entre Estado e sociedade para a elaboração conjunta de um plano de ações.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *