TRAGÉDIA. Professor Dartanhan Figueiredo organiza exposição “massacre anunciado” com fotos da boate

TRAGÉDIA. Professor Dartanhan Figueiredo organiza exposição “massacre anunciado” com fotos da boate

Por Fritz Nunes / Sedufsm

TRAGÉDIA. Professor Dartanhan Figueiredo organiza exposição “massacre anunciado” com fotos da boate - kiss-selo-1O professor aposentado do departamento de Física da UFSM, Dartanhan Baldez Figueiredo, organiza para o próximo dia 27 de janeiro, das 18h às 22h, na Praça Saldanha Marinho, dia em que a tragédia da boate Kiss completa seis anos, uma exposição fotográfica de protesto que recebeu o título de “massacre anunciado”.

Com registros feitos por ele mesmo, que conseguiu entrar algumas vezes no espaço onde foi a casa noturna, o docente, que tem como uma de suas paixões a fotografia, argumentará, através das imagens, que o incêndio e suas consequências de 242 mortes e centenas de feridos, não foram uma fatalidade, mas um massacre que já se podia prenunciar. “O local era uma ratoeira cheia de obstáculos e labirintos”, afirma Dartanhan.

A exposição contará com um total de 37 fotos, de variados tamanhos, sendo a maioria delas do interior da antiga boate. No domingo, 27, as imagens serão colocadas num local que fica no entorno do coreto da praça, explica o professor. Posteriormente, afirma Dartanhan, elas serão levadas para mostra em outros locais. A curadoria da exposição está a cargo de Isadora Bispo, que faz parte do Coletivo de Arte e Cultura Negra, Ará Dudu.

TRAGÉDIA. Professor Dartanhan Figueiredo organiza exposição “massacre anunciado” com fotos da boate - Kiss-interior

Fotógrafo cita labirintos e obstáculos no interior do prédio e compara espaço a ‘ratoeira’. Foto Dartanhan Figueiredo



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *