BASTIDORES. O gabinete plural de Cida, CC na mira, presidente e prefeiturável do PT, Badke, Luci, Jorjão...

BASTIDORES. O gabinete plural de Cida, CC na mira, presidente e prefeiturável do PT, Badke, Luci, Jorjão…

BASTIDORES. O gabinete plural de Cida, CC na mira, presidente e prefeiturável do PT, Badke, Luci, Jorjão... - maiquel-bastidores-1

Encontro dessa terça, na Câmara de Vereadores, foi o último antes do retorno dos vereadores às sessões ordinárias, em 19 de fevereiro

Por MAIQUEL ROSAURO  (texto e foto), da Equipe do Site

A Comissão Representativa da Câmara de Vereadores de Santa Maria esteve reunida, na manhã de terça-feira (5), para o último encontro dos parlamentares durante o período de recesso. As sessões voltam a ocorrer a partir do dia 19 de fevereiro.

A manhã foi marcada pela despedida de Francisco Harrisson (MDB), que assume a Secretaria Municipal de Saúde, e pela posse de Cezar Gehm (MDB), que ocupou a vaga em aberto (AQUI).

Na tribuna, os vereadores se dividiram em boas-vindas a Gehm, desejos de sucesso a Harrisson e críticas e defesas ao governo municipal. O melhor, claro, ficou reservado aos bastidores.

Gabinete pluripartidário

Entre os progressistas, o assunto do momento é a nova equipe do gabinete de Cida Brizola (PP), atual presidente da Câmara. O motivo de tanto burburinho: entre os novos assessores estão uma tucana e um ex-petista.

Na mira

O chefe de gabinete da Presidência, Carlos Roberto Santos da Silva, segue na mira da oposição. Uma recente viagem para participar de um curso sobre a Ouvidoria Parlamentar, no Instituto Gamma de Assessoria a Órgãos Públicos (IGAM), em Porto Alegre, juntamente com o secretário geral da Casa, Rodrigo Dias Moura, virou alvo de críticas nos bastidores. Há questionamentos sobre o motivo da viagem e os valores gastos com diárias.

Vou, mas volto

Harrisson começou seu discurso na tribuna deixando algo bem claro: está se afastando temporariamente da vereança. Ele deve ficar à frente da Secretaria Municipal de Saúde até o limite do prazo de desincompatibilização para as eleições de 2020. Falta definir para qual cargo irá concorrer.

Seus assessores garantem que, no momento, não está em discussão uma possível candidatura à Prefeitura. O foco, este ano, é fazer uma boa gestão na Saúde.

Vai ou fica?

Manoel Badke – Maneco (DEM) ressaltou em seu discurso um ato de filiação partidária ao PSL, que será realizado, em abril, em Santa Maria, quando o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) completar 100 dias (AQUI).

O vereador João Chaves (PSDB), que não perde a viagem, foi logo questionando Maneco após o discurso: “Já está no PSL?”. O democrata apenas sorriu.

Vai e volta

Falando em Chaves, no final de fevereiro o vereador deverá reassumir o posto de secretário municipal de Desenvolvimento Social. Por outro lado, Lorena Santos (PSDB) deixará a função e voltará para o Parlamento.

A grife

Após ter anunciado sua intenção de concorrer à Prefeitura pelo PSL, Tatiane Marques (PSL) colocou seu nome no centro das discussões ao pleito de 2020 (AQUI). Porém, é difícil encontrar (ao menos nos corredores do Parlamento) algum integrante da direita que leve fé em sua presença na eleição.

Tatiane é criticada, sobretudo, por suas recorrentes postagens nas redes sociais a favor do governo Federal e da família Bolsonaro. A quem diga que ela incorporou o tom agressivo da campanha, enquanto que deveria, agora, investir em uma agenda pró-ativa para questões da cidade, caso deseje mesmo concorrer ao cargo de chefe do Executivo.

O fato é que Tatiane entrou na mira de caciques de outras legendas que desejam concorrer a prefeito com a grife do partido de Bolsonaro.

Preparando as malas

Os assessores da vereadora Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) deixam bem claro: são fiéis à parlamentar e não ao partido. Se a pedetista deixar a sigla, os cargos de confiança (CCs) vão junto. As portas do PP estão abertas a Luci.

Tudo em casa?

Quem aguarda de braços abertos por um novo vereador é o PRB. A sigla espera contar, na próxima janela partidária, com a filiação de Jorge Trindade – Jorjão (REDE). O vereador é muito próximo do secretário estadual de Esporte e Lazer, João Derly (PRB), que há pouco tempo deixou a Rede Sustentabilidade para ingressar no PRB.

Detalhe: o secretário adjunto de Esporte e Lazer é o ex-candidato a prefeito de Santa Maria, Jader Maretoli (PRB).

Em busca de um líder

Os petistas já discutem quem será o novo presidente municipal da sigla. O maior partido de Santa Maria irá realizar eleição interna no primeiro semestre deste ano e, a atual presidente, Helen Cabral, não deverá buscar a reeleição.

Há o entendimento, dentro do partido, de que o presidente não deve ser um candidato em 2020, tendo como função exclusiva coordenar a sigla para a campanha. Helen, por sua vez, é cotada para concorrer ao Legislativo, cargo que já ocupou entre 2009 e 2012.

E se Valdeci não concorrer?

A notícia de que o deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) será o presidente da Assembleia Legislativa, em 2022, e, portanto, não concorrerá à Prefeitura de Santa Maria, em 2020, pegou a aldeia de surpresa. Já tem muito partido repensando alianças e estudando um novo cenário.

Com Valdeci fora da disputa, o nome natural para concorrer seria o do deputado federal Paulo Pimenta (PT). Porém, é pouco provável que o parlamentar deixe o posto de líder do PT na Câmara dos Deputados para embarcar em uma desgastante corrida à Prefeitura.

Especula-se que o PT volte suas atenções para o Parlamento e, neste cenário, despontam como favoritos os vereadores ligados ao grupo de Valdeci: Valdir Oliveira (PT), irmão do deputado e líder da oposição; e Luciano Guerra (PT), campeão de votos na atual Legislatura.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *