Câmara de VereadoresPolítica

CÂMARA. Vereadores votam nesta terça se alteram o trâmite de matérias que necessitam comissão especial

Admar Pozzobom tentou colocar seu projeto de resolução legislativa em votação na quinta-feira. Porém, Vanderlei Araujo pediu vista

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Equipe do Site

A tramitação de projetos na Câmara de Vereadores de Santa Maria está prestes a ter uma mudança significativa. Hoje, matérias submetidas às comissões especiais não necessitam de análise de comissões permanentes. Admar Pozzobom (PSDB) deseja criar uma exceção, colocando a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) como um crivo destas propostas. A oposição não está de acordo.

Na quinta-feira (25), parlamentares governistas debateram o assunto, no Plenário, enquanto a sessão estava paralisada. Admar teve trabalho para explicar a proposta a seus pares e tentou, sem sucesso, colocar o projeto de resolução legislativa em votação. Vanderlei Araujo (PP), que faz parte da base do governo, pediu vistas. Logo, a votação será nesta terça (30).

A oposição é contra a mudança por entender que o governo poderá barrar projetos na CCJ (onde a situação é maioria este ano).

“A própria comissão especial já cumpre o papel de análise e, antes disso, também há o parecer do procurador jurídico. Não vejo necessidade de passar pela CCJ. Dá forma como está não traz prejuízo algum”, afirma o líder da oposição, Valdir Oliveira (PT).

Admar argumenta que seu objetivo é proporcionar mais segurança para os vereadores deliberarem, em Plenário, sobre matérias que necessitem de formação de comissão especial. Além disso, ressalta que a análise da CCJ não é política, mas técnica.

“Nós não vamos barrar projetos deles. Vamos barrar o que for inconstitucional”, alega o tucano.

Para ler a iniciativa na íntegra, clique AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo