FLASH. Por 10 votos a 1, Supremo atende defesa de Lula e o ex-Presidente não será levado para São Paulo

FLASH. Por 10 votos a 1, Supremo atende defesa de Lula e o ex-Presidente não será levado para São Paulo

FLASH. Por 10 votos a 1, Supremo atende defesa de Lula e o ex-Presidente não será levado para São Paulo - lula-2

Decisão foi do plenário do Supremo Tribunal Federal. E por goleada: apenas um ministro divergiu. E nem foi quanto ao mérito

Da redação do Correio do Povo, com foto de CARLOS MOURA (Divulgação/STF)

Durou pouco a decisão da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara de Execuções Penais em Curitiba, de transferir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da sede da Polícia Federal para a penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo. No fim da tarde desta quarta-feira, por maioria, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) acatou pedido da defesa de Lula e suspendeu a transferência.

Em uma rápida sessão, o relator da Lava Jato no Supremo, o ministro Edson Fachin votou por suspender a transferência de Lula para o interior de São Paulo. Ele foi seguido pelos demais ministros à exceção de Marco Aurélio Mello, que abriu divergência por entender que não seria competência do STF – e sim do TRF4 – de analisar o pedido. O placar final foi de 10 votos a 1.

A decisão fica em vigor até a 2ª Turma do STF votar os pedidos de suspeição do ex-juiz Sergio Moro, que condenou Lula na primeira instância – o que ainda não tem data marcada.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. O Brando

    Rolou um lobby medonho na decisão. Marco Aurélio reclama da supressão de instâncias, não está errado. Também não tem muita importância, judiciário está uma esculhambação mesmo.
    Molusco ficou preocupado com a pecha de ‘presidiário’, como se fosse fazer alguma diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *