PA-KUA. Saiba mais sobre uma arte marcial que vai além e avança sobre ensinamentos da filosofia chinesa

PA-KUA. Saiba mais sobre uma arte marcial que vai além e avança sobre ensinamentos da filosofia chinesa

PA-KUA. Saiba mais sobre uma arte marcial que vai além e avança sobre ensinamentos da filosofia chinesa - rafael-pa-kua

Confira uma variação de modalidades praticadas no Pa-kua, arte marcial que está disponível em Santa Maria e que procura ir mais longe

Por RAFAEL CAETANO FINGER (texto e foto), especial para o Site (*)

As artes marciais são compostas por técnicas e práticas de luta aprimoradas, criadas com o intuito de defesa e ataque contra situações de riscos ou ameaças. Mas elas não focam apenas no bem-estar físico, também têm por objetivo o desenvolvimento mental e energético dos praticantes.

Segundo o instrutor Rodrigo Ávila, o Pa-kua vai além de uma arte marcial, ele é um ensinamento da filosofia chinesa que surgiu a partir da observação da natureza sendo baseado nos oito trigramas ou nas oito mutações que representam os estágios de mutação da natureza. “Na natureza existem ciclos que se repetem como as estações do ano e as fases da lua. A partir disso, os antigos chineses perceberam esses padrões e desenvolveram um sistema para estudar essas mudanças”, explica Rodrigo.

Além disso, o instrutor ressalta que todas vertentes filosóficas tinham uma ligação com algo religioso. “O Pa-kua sendo origem chinesa tem uma filosofia de vida mas também está atrelado com a religião”, diz Rodrigo. Ele ainda explica que a Liga Internacional Pa-Kua foi fundada pelo argentino e mestre Rogelio Magliacano, em 1976. “Ele praticava outros tipos de artes marciais e quando teve contato com o Pa-kua, ele tentou tirar toda vertente religiosa e deixou somente o estudo meditativo. A partir disso, não trabalhamos com a questão espiritual e sim com o enérgico através das práticas como meditativas e físicas”.

Focada na tradicional filosofia oriental, a prática do Pa-kua começou na Argentina e se expandiu para o Brasil, Alemanha, Austrália, Canadá, Israel, Itália, México, Peru, Portugal, Rússia, Espanha, Estados unidos, Suíça, Reino Unido e Uruguai.

As artes marciais têm diferentes modalidades que diferem entre si de acordo com o país e de origem e a filosofia seguida. Na Escola de Pa-Kua de Santa Maria, ele é ensinado através de sete modalidades: acrobacia, cosmodinâmica (Tai Chi), arte marcial (defesa pessoal), sintonia (yoga), arqueria, armas de corte e ritmo (movimentos com músicas).

As modalidades são conhecidas por transmitir aos alunos defesa pessoal, melhora da coordenação, tonificação muscular, perda de peso, disciplina, concentração, alívio do estresse, alongamento, melhora da postura e autoconhecimento.

Além de serem alternativas para a prática de esporte de luta, as modalidades podem ser realizados por crianças, adultos e idosos. Para Luís Felipe Neto, o motivo de ter entrado para o Pa-kua foi “porque trás vários benefícios, como disciplina e coordenação no corpo, e para saber como a defesa pessoal age.

(*) Rafael Caetano Finger é acadêmico de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *